Estudantes da rede estadual recebem palestra e aula interativa sobre orientação e uso de bússola

Iniciativa visa incentivar alunos ao aprendizado de orientações e ao esporte

Para mostrar aos estudantes a importância e a aplicabilidade da bússola no cotidiano, a Escola Estadual José Ribamar da Costa, situada na zona oeste de Manaus, organizou palestras e atividades práticas de orientação. Cerca de 120 estudantes participaram da aula interativa.

Desenvolvida pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto, em parceria com o grupo Graxaim, a iniciativa foi focada em estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental da rede pública estadual.

Na palestra foram abordados temas como a importância de saber orientações no dia a dia, como o esporte com a bússola auxilia no desenvolvimento dos alunos, e a base de conhecimento necessária para aplicabilidade. A atividade transdisciplinar envolve diversas disciplinas escolares, como História, Matemática, Geografia, Linguagens, Educação Física, entre outras.

O professor de Educação Física da unidade, Moisés Seffair, comenta como a prática e o trabalho em conjunto entre os professores são necessários.

“Como a aula envolve diversas disciplinas, todos se juntaram para aprender e aplicar em sala de aula. Futuramente, pretendemos implementar o curso fixamente na escola para melhor desenvolvimento dos estudantes”, diz o professor.

A estudante Sophia Duarte, de 14 anos, diz que aprender sobre orientação é necessário para a vida. “Eu não sabia como me direcionar, se eu me perdesse seria difícil, mas agora tenho esse conhecimento básico e isso vai me ajudar muito no dia a dia”, reforça.

Orientação

A modalidade esportiva é um desporto reconhecido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) no qual o atleta, de forma individual, tem como objetivo percorrer uma determinada distância de terreno variado e desconhecido.

O atleta tem como obrigação passar por determinados pontos selecionados no terreno, chamados de Pontos de Controle (PC), e descritos num mapa distribuído a cada concorrente. É utilizado o uso de uma bússola, sendo proibido o uso de equipamentos eletrônicos de GPS.

O diretor do grupo Graxaim, André Rondon, reforça como o aprendizado dos estudantes sobre a modalidade pode ajudar no cotidiano.

“Ao saber sobre orientações, como estudar um mapa, ler símbolos, ângulos e direções, o jovem tem o conhecimento necessário para caso se perca, ele desenvolve a consciência ambiental e pode praticar um esporte também”, pontua André.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close