Estudantes amazonenses ganham 11 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude, em Londrina

Quarenta e nove atletas de modalidades individuais do Amazonas encerraram com chave de ouro, prata e bronze a participação nos Jogos Escolares da Juventude, em Londrina (PR). No total, os amazonenses garantiram onze medalhas na competição.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, co-realizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio da Prefeitura de Londrina e patrocínio máster da Coca-Cola.

O ciclista Jonas Andrade, 14, morador do município de Novo Airão, esteve presente na competição representando a Escola de Ensino em Tempo Integral Balbina Mestrinho. Ele se consagrou com a medalha de prata na prova contra o tempo. Segundo ele, medalhar em uma competição tão importante como esta, é algo para se guardar na memoria.

“Ganhei a seletiva municipal no tênis de mesa, no ciclismo e no handebol. Mas só no ciclismo eu tinha chances de medalhar. Nunca imaginei que andar de bicicleta fosse me proporcionar tudo isso. Vim de muito longe e fiquei muito chateado porque não venci na prova contra o relógio mas não desisti. Dedico esta conquista para todos os meus familiares”, disse.

‘Dobradinha dourada’

Responsável por treinar a equipe de Luta Olímpica, o técnico Waldeci Silva comemorou e muito a conquista da ‘dobradinha dourada escolar’. Para o treinador, as quatro vitórias mostra a força do estado na luta. “Sempre acreditei no potencial da equipe e essa conquista mostra que estamos fazendo o trabalho no caminho certo”, ressaltou o treinador.

Com duas derrotas e três vitórias no combate final por equipes o Amazonas conquistou o ouro no naipe por equipes. Para Marco Antônio, 14, da Escola Estadual Nossa Senhora Aparecida, responsável por fazer a penúltima luta na categoria pesado e que teve em seguida teve a vitória fulminante da amiga de equipe Raissa Pimentel para selar a conquista do ouro, as disputas de hoje foram difíceis, principalmente depois das três lutas do sábado e as quatro no domingo.

Ouro inesquecível

De Barreirinha para o Brasil, é assim que o jovem Arielson Oliveira, 14, da Escola Estadual Pedro Seixas se disse em um comentário despretensioso para a reportagem. Segundo ele, a vitória com a marca de 48 metros e 55 no lançamento de dardo é fruto do trabalho feito durante oito meses.

“Aqui o nível é dez vezes maior, por isso me preparei muito. Treinava todos os dias de duas a três horas por dia no estádio municipal Paulo Beltrão Filho. Todos os dias é muito difícil. Por isso, dedico ao meu padrinho que sempre me ajuda e a minha família”, disse o lançador.

O Amazonas levou medalhas ainda no xadrez, no judô, luta olímpica, lançamento de dardo.

Foto: Divulgação/Sejel

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close