Estádios de Manaus e Brasília não serão elefantes brancos, diz secretário da Fifa

Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, elogiou a Copa que está sendo disputada no Brasil. E não foi apenas o desempenho dentro de campo. A recepção dos torcedores foi elogiada pelo dirigente nesta terça-feira. “O que vemos fora, nas ruas, é o que todos esperávamos do Brasil. De chegarmos ao país do futebol, onde futebol é uma religião. Está no caminho de ser a grande Copa”, disse o dirigente em participação no programa Seleção SporTV.

Questionado sobre o desempenho dentro dos gramado, Valcke chegou a eleger a Copa de 2014 como a melhor de todos os tempos. “Sem dúvida é a melhor Copa quanto ao nível de futebol. Temos muitas surpresas. A Bélgica, a Argélia surpreendendo, quando fez um grande jogo contra a Alemanha”, disse.

Jérôme Valcke ainda afirmou que os estádios em cidades sem grandes clubes não necessariamente se transformarão em elefantes brancos. Usando Brasília e Manaus como exemplo, o dirigente afirmou que algumas sedes já têm benefícios relacionados à Copa do Mundo. “Depende do tamanho do país, o Brasil é um país enorme. O prefeito de Manaus está impressionado. Manaus ganhou com a Copa do Mundo, o turismo vai crescer. O mais importante é usar o estádio, não deixar que ele fique vazio. Mas, quando eu vejo Brasília, e as críticas que foram feitas. Mesmo que o estádio não pertença a um clube, pode ser usado, com apoio da CBF e da iniciativa privada. A CBF pode garantir que a seleção não jogue só no Rio ou em São Paulo, mas também em Brasília e Manaus. O futebol brasileiro agora será jogado em estruturas do mais alto nível. Isso vai ajudar o futebol brasileiro, que está entre os seis melhores do mundo, seja ainda melhor.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close