Especialistas alertam para a importância da prevenção ao câncer no Dia Nacional do Homem

foto-fcecon-31-500x373

 

No Dia Nacional do Homem, comemorado nesta terça-feira, 15 de julho, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), destaca a prevenção como a palavra-chave para evitar os três principais tipos de câncer que acometem o sexo masculino no Amazonas. Juntos, os cânceres de próstata, estômago e pulmão (que inclui traqueia e brônquio), representam 40% do total de casos estimado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) para a classe, no Estado, em 2014.

O Inca prevê 2.250 casos registrados no Amazonas para homens, apenas neste ano, 240 a mais que para as mulheres. Desse total, os cânceres de próstata (510 casos), estômago (240) e pulmão (160) somam 910, dado que preocupa especialistas. Os médicos da Susam alertam que o câncer de próstata, primeiro no ranking estadual entre os homens, pode ser detectado ainda na fase inicial, desde que os homens passem, anualmente, a contar dos 40 anos, pelo exame preventivo do toque retal, além do teste PSA, realizado a partir da análise do sangue e que pode detectar eventuais alterações.

De acordo com o urologista da FCecon/Susam, Giuseppe Figliuolo, os homens ainda apresentam resistência ao exame, que é muito importante, uma vez que o câncer de próstata, quando detectado na fase precoce, tem até 90% de chances de cura. “Quando diagnosticamos um tumor maior e mais invasivo, reduz-se, também, as chances de o indivíduo preservar a potência sexual. Quando menor, a cirurgia é menos agressiva, e o nervo responsável pela função erétil, acaba sendo preservado, sem prejuízos ao paciente”, relatou Figliuollo.

Ele lembra que reduzir o consumo de carne vermelha, manter uma alimentação rica em licopeno (presente, por exemplo, no extrato de tomate) e praticar exercícios físicos, são bons métodos preventivos: “Um estudo, onde dois grupos, um de pessoas sedentárias, e outro de praticantes de exercícios, foram acompanhados, apontou que a obesidade favorece o aparecimento do câncer de próstata, caracterizando um fator de risco. Por isso a importância da manutenção de hábitos saudáveis”, explicou o urologista.

“Há um teste nos Estados Unidos que pode detectar o câncer de próstata pela urina, mas ainda estão sendo realizados estudos clínicos para comprovar sua eficácia. Por isso, atualmente, podemos considerar o exame do toque retal o mais eficaz na detecção da doença”, completou.

Câncer de estômago – O doutor em terapêutica cirúrgica e especialista em sistema digestivo, Sidney Chalub, cirurgião da FCecon, destaca que, para evitar o aparecimento do câncer de estômago, um dos mais frequentes no Estado, é indicada uma dieta com pouco sal e rica em legumes, frutas e verduras, principalmente alimentos que contenham carotenóides – presentes na cenoura e no tomate, por exemplo.

Ele explica que o sal é considerado, hoje, o principal agente cancerígeno relacionado no que diz respeito ao estômago. Afirma, ainda, que a detecção e erradicação da bactéria popularmente conhecida por H-Pylori, também é importante, já que ela habita o estômago e tem uma grande relação com o câncer nessa região, principalmente entre fumantes, pessoas com alterações nutricionais e imunodeprimidos (a exemplo dos portadores de HIV)

A prevenção envolve a realização do exame de endoscopia, indicada, principalmente a pessoas com mais de 50 anos, pelo menos a cada cinco anos. Os sintomas na fase inicial da doença, estão ausentes ou podem ser facilmente confundidos com doenças como gastrite e refluxo. “Podemos destacar que o peixe assado, muito consumido entre os manauaras, em contato direto com a cinza do carvão, produz uma substância chamada hidrocarboreto, que é altamente cancerígena quando ingerida de forma contínua pelo indivíduo. Mas o perigo está apenas naquela casca do peixe, que fica mais próxima à brasa. Por isso, o ideal é não consumir essa casca e, ao assá-lo, deixá-lo a um metro de distância do carvão”, ressaltou.

Pulmão – O diretor-presidente da FCecon, pneumologista Edson de Oliveira Andrade, destacou que, diferente de outros tipos de câncer, o de pulmão é um dos mais previníveis, uma vez que, a maioria dos casos da doença está relacionada à exposição ao tabaco, direta ou indiretamente. Significa dizer que fumantes e pessoas que aspiram a fumaça do cigarro, estão expostos ao mesmo risco de contrair a doença.

Ele destaca que, por se desenvolver de forma silenciosa, o câncer de pulmão, geralmente, é detectado em estágio avançado e é uma doença com alta taxa de mortalidade. “Embora não seja um câncer exclusivo do homem, ele atinge com maior intensidade esse sexo, porque eles são maioria entre os fumantes. Quando se chama atenção no Dia Nacional do Homem, se chama atenção sobre esse câncer e sua causa para todos os gêneros”, destaca, assegurando que, não fumar pode levar à queda drástica da incidência deste tipo de neoplasia maligna.

O especialista ressalta que, pessoas que fumam mais de 15 anos tem maior probabilidade de adquirir a doença, e chama atenção para alguns sintomas que podem exigir cuidados especiais ou até mesmo apontar a presença da doença: tosse persistente associada a escarro com sangue, além do emagrecimento.

Também está entre os mais incidentes, no caso dos homens, o câncer de pele não melanoma, que registra o segundo maior número de casos estimados, e cuja estatística é feita separadamente pelo Inca. Para ele, o instituto, vinculado ao Ministério da Saúde (MS), prevê 440 casos para homens no Amazonas, em 2014.

Edson Andrade lembra que o tratamento para estes e outros tipos de câncer pode ser cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico, ou ainda, associando-os. Todos eles são oferecidos gratuitamente na FCecon, órgão do Governo do Estado hoje considerado referência nesta área em toda a Amazônia Ocidental.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close