Entrega de implementos agrícolas e equipamentos impulsiona crescimento do setor primário em 2020

Investimentos do Governo do Estado possibilitam desenvolvimento da produção rural


O Governo do Amazonas realizou, nesta sexta-feira (17/01), o primeiro grande investimento no setor primário para o ano de 2020. O aporte de quase R$ 17 milhões, destinados a diversas áreas do setor, beneficia produtores rurais e agricultores da capital e interior do estado. Além das entregas de implementos agrícolas, veículos e equipamentos, feitas pelo governador Wilson Lima, na sede da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), zona sul de Manaus, também foi anunciado um contrato firmado com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e realizado o lançamento de um edital para seleção de projetos do setor primário.

De acordo com o titular da Sepror, Petrúcio de Magalhães Júnior, a perspectiva para 2020 é de crescimento no setor. “Essa estimativa é fruto de uma política adotada pelo Governo do Estado, de lançar um Plano Safra que norteia todas as políticas públicas do Amazonas, de todos os investimentos que foram feitos pelo Sistema Sepror e pelo trabalho de interiorização do desenvolvimento econômico, buscando novas matrizes econômicas para o Amazonas”, frisou.

O secretário ressalta que o setor apresenta vários indicadores positivos para este ano. “Temos o crescimento de empregos formais no interior do Amazonas, o crescimento de 28% na cadeia produtiva da avicultura de postura, por exemplo, que demonstra claramente que todos esses investimentos no setor primário estão sendo revertidos positivamente em geração de trabalho, renda e interiorização desse desenvolvimento econômico”, assinalou Petrúcio

Durante a solenidade de entrega, o governador Wilson Lima destacou outras ações executadas pelo Governo do Estado para fortalecer o setor. “A gente tem feito muitos investimentos, como a pavimentação e recuperação de ramais, a pavimentação de rodovias e o resgate da feira agropecuária que aconteceu lá em Parintins, que está acontecendo aqui em Manaus. E uma série de outras atividades que estamos desenvolvendo, para fomentar a piscicultura, para fomentar outras cadeias produtivas, como a cadeia do abacaxi, do açaí, do guaraná e assim por diante”, pontuou Wilson Lima


Entregas – Foram distribuídas 46 toneladas de ração para 42 piscicultores, no valor de R$ 405.621,25. Também foram assinados termos de doação de 35 kits de casas de farinha no valor de R$ 266.408,00, beneficiando 12 associações. Além disso, o governador entregou quatro caminhões frigoríficos totalizando R$ 904.000,00. Destes, três são destinados ao projeto Peixe no Prato e um ao Projeto de Prevenção ao Desperdício de Alimentos.


“Esse kit vai trazer muitos benefícios para a associação, porque hoje em dia a nossa farinha é produzida de maneira artesanal, totalmente rústica, com muita dificuldade, muito esforço braçal. Por meio desse kit nós vamos melhorar a qualidade da produção e também melhorar a qualidade do produto”, afirmou Juciney Araújo, coordenador da Associação de Produtores Rurais Unidos de Itacoatiara (Aproita), beneficiada com um kit de casa de farinha.


Foram assinados, ainda, Termos de Cessão de Uso de 24 freezers, sendo 12 para prefeitura de Benjamin Constant e 12 para a prefeitura de Tabatinga, no valor de R$ 44.304,00.

“Esse trabalho que o governador está fazendo é muito louvável. Por incrível que pareça, nós estamos dando agora a vara para o caboclo amazonense pescar. A produção que os produtores tinham, eles não tinham onde guardar. Com esse freezer, vai facilitar e muito o armazenamento também das polpas de frutas”, considerou o prefeito de Tabatinga, Saul Bemerguy.


Adaf – Por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), foi feita entrega simbólica, com Termo de Recebimento, de uma balsa, dois containers e uma pick-up leve.



A balsa, adquirida por meio do recurso da fonte do Tesouro Estadual, no valor de R$ 485.000,00, vai funcionar como Barreira de Vigilância Agropecuária (BVA), no município de Novo Aripuanã. Os dois containers no valor de R$ 280.400,00 serão implantados como barreiras nas comunidades do Igapó Açú, no Careiro Castanho, e Sucundurí, em Apuí.


Já a pick-up, no valor de R$ 66.800,00 vai para a Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) da Adaf, em Parintins. Os containers e a pick-up foram adquiridos via convênio com o Mapa.


As entregas fazem parte das ações para a suspensão da vacina contra febre aftosa em 13 municípios, como parte do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa).


Também foram entregues equipamentos tecnológicos para as Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs), adquiridos por meio da fonte do Tesouro Estadual no valor de R$ 320.000,00.

Idam – O governador anunciou o contrato firmado entre o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com repasse de R$ 2,04 milhões ao Idam. O recurso será aplicado na aquisição de 50 tablets, 50 ultrabooks e 20 veículos tipo passeio, destinados a municípios onde a questão ambiental requer maior orientação e procedimentos técnicos no aproveitamento das áreas degradadas, evitando queimadas.


Outra parceria entre Idam e Mapa contempla a capacitação e fortalecimento das indicações geográficas dos peixes ornamentais do Rio Negro, do guaraná de Maués e do abacaxi de Novo Remanso. O projeto tem orçamento de R$ 167.265,00.


ADS – Foram entregues dez aeradores para o produtor Ciro Barreto, do município de Rio Preto da Eva. Com um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões, estão disponíveis, no total, 1.000 unidades, com cota máxima de até 10 unidades por piscicultor. A utilização dos aeradores na piscicultura aumenta em até três vezes a produtividade dos peixes de criação.


“É muito bem-vindo, porque com eles vamos aumentar a nossa produtividade. Agradecer ao governador pela oportunidade que está nos dando, e esperamos que essa seja a primeira de muitas outras oportunidades para produzir peixe, produzir alimentos na Amazônia”, disse Ciro Barreto.


“Com esses aeradores vamos poder produzir maior quantidade de peixe. A gente colocava mil no tanque, agora nós estamos colocando 2 mil. Isso é uma coisa que vai aumentar muito a nossa produção. Eu nunca vi um governo investir tanto no setor primário que nem o governador Wilson Lima. Ele assumiu esse compromisso conosco”, disse Pedro Aguinaldo, presidente da Associação de Aquicultores de Anori.


Parceria com o FPS – O Governo do Amazonas, por meio do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), lançou o edital de R$ 10 milhões para seleção de projetos do setor primário no Amazonas, por meio da assinatura de um termo de lançamento do edital.

As propostas de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) interessadas em firmar termo de fomento para políticas públicas do setor primário no estado deverão ser entregues no período de 17 de janeiro a 17 de fevereiro, no setor de Protocolo do FPS, na Sede do Governo.

“No ano de 2019 o nosso foi o estado que mais vendeu para a agricultura familiar no Brasil. O lançamento deste edital vem para fortalecer esse momento no nosso estado. Nós receberemos propostas durante todo o mês de janeiro e fevereiro de quem estiver apto, e o edital é aberto para todo o estado do Amazonas”, frisou Kathelen Santos, secretária executiva do FPS.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close