Emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias devem ser votadas até quinta pela CMM

CMM

As Emendas apresentadas pelos vereadores à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) devem ser votadas pelo plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM) até quinta-feira (29). O Projeto de Lei (PL) nº 113/2014, do Executivo Municipal, tramita na Casa Legislativa desde o dia 16 de abril deste ano.

No último dia 12 de maio, o PL foi aprovado em primeira discussão e em seguida aberto o prazo para apresentação de Emendas, conforme previsto no Artigo 200 do Regimento Interno.

No momento, a Diretoria Legislativa da CMM (DL) ainda faz a análise técnica das 144 emendas apresentadas pelos vereadores. De acordo com a diretora da DL, Evelina Câmara, antes das emendas serem analisadas pelas comissões de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e de Economia, Finanças e Orçamento (CFEO), são analisadas pela DL, que verifica se as Emendas são constitucionais, legais e estão dentro da técnica legislativa.

Como explicou a diretora, as Emendas à LDO não podem ser vinculadas a verbas orçamentárias. Também, de acordo com a lei, os vereadores não podem criar ação ou programa. “É princípio da LDO a não vinculação de recursos”, enfatizou, citando uma das regras a serem observadas.

Como as Emendas ao PL deverão ser analisadas pelas comissões técnicas, a diretora acredita que, nesta quinta-feira, o presidente Bosco Saraiva (PSDB) coloque o PL na pauta de votação.

O presidente garantiu na sessão da última segunda-feira (26), que colocaria o PL para votação das Emendas na quarta-feira ou na quinta-feira. “Temos prazo com a realização da sessão compensatória na quinta-feira”, destacou.

O relator do PL na CFEO, vereador Walfran Torres (PTC), aposta na votação das Emendas na quinta-feira. Segundo ele, as emendas ainda serão analisadas nas duas comissões (CCJR e CFEO).

A Lei de Diretrizes Orçamentárias é o principal instrumento de planejamento governamental. Além de aprovar as metas fiscais de resultado primário e de resultado nominal para o município de Manaus para o próximo exercício financeiro (2015), a LDO também elege, dentre as ações governamentais do Plano Plurianual do Município (PPA), as ações que deverão ser priorizadas no orçamento do próximo ano, que deverá ultrapassar os R$ 4 bilhões.

Entre as emendas apresentadas está a do vereador Luís Mitoso (PSD), que solicita a inclusão de ação de implantação do sistema de gerenciamento informatizado da rede de proteção de mulheres vítimas de violência, um dos mais graves problemas sociais da atualidade.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close