Em Rio Preto da Eva, Governo do Estado capacita produtores com Dias de Campo voltados para citricultura e piscicultura

Eventos reuniram mais de cem agricultores e piscicultores da região para programações de capacitação em campo

O Governo do Amazonas realizou, na sexta-feira (29/10), dias de campo voltados para a citricultura e a piscicultura no município de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus), como parte da programação da 21ª Feira da Laranja e 4ª Feira da Piscicultura. A ação foi desenvolvida por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), com apoio do Sistema Sepror e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Durante as ações, técnicos extensionistas e profissionais do Idam atuaram na capacitação de boas práticas da citricultura e piscicultura, incluindo utilização de ferramentas e noções de comercialização.

“Com estas ações de capacitação que o Idam vem realizando, por determinação do governador Wilson Lima, estamos buscando assistir cada vez mais comunidades e famílias rurais que há tempos não recebiam esse tipo de acompanhamento”, ressaltou Valdenor Cardoso, diretor-presidente do Idam.

As atividades foram realizadas em propriedades do município. Na Fazenda Progresso, localizada no Ramal do Procópio na AM-010, cerca de 100 participantes foram atualizados sobre as novas tecnologias e conhecimentos aprofundados de forma prática.

Segundo o gerente da unidade local do Idam no município, o engenheiro agrônomo José Maria Frade, os técnicos atuantes buscaram complementar os temas abordados nas capacitações realizadas ao longo da semana.

“Instalamos aqui na fazenda cinco estações, mais um setor de inscrição. Cada grupo de 20 agricultores recebe o acompanhamento de um instrutor. Esses grupos percorrem cada uma dessas estações, onde tem alguns pesquisadores da Embrapa e extensionistas de campo do Idam, oferecendo capacitação em uma série de assuntos que são inerentes à citricultura”, delineou Frade.

Já o dia de campo da piscicultura ocorreu na Fazenda Alfa Centauro, no Km 103 da AM-010, onde os produtores familiares inscritos no dia de campo puderam adquirir noções de seleção de área para a atividade, regularização ambiental, qualidade da água, manejo alimentar e questões relacionadas a despesca e comercialização.

Coloque

Segundo o engenheiro de pesca e gerente de Aquicultura e Pesca do Idam, Daniel Borges, a ação reuniu técnicos especialistas do Sebrae e dos órgãos do Sistema Sepror.

“Nosso objetivo é, por meio das estações que instalamos ao longo da propriedade, abordar temas que englobem todos os aspectos da cadeia produtiva da piscicultura”, concluiu.

Related Articles

Close