Em operação com Interpol, Amazonas apreendeu mais de 60 armas de fogo em março

As polícias do Amazonas apreenderam 61 armas de fogo e 218 munições durante a operação ‘Trigger VI’, da Interpol. A operação, que é voltada ao combate de tráfico e comércio de armas de fogo e munições ilícitas, aconteceu entre os dias 8 e 28 de março, simultaneamente, em todos os países da América do Sul. No período, foram efetuadas 71 abordagens e 64 prisões no estado.

Nesse período, as ações policiais foram intensificadas em todo o país, como parte das estratégias da operação. No Brasil, as secretarias de segurança dos estados foram acionadas através da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), para participarem da ação internacional.

FOTOS: Divulgação/SSP-AM

O objetivo era de que os países pudessem fortalecer o controle de passageiros, de veículos, de cargas, em aeroportos, portos, fronteiras e regiões consideradas estratégicas de seus territórios, além de desenvolver ações fiscalizatórias e de polícia judiciária sobre grupos criminosos e suas atividades relacionadas a armas de fogo.

No Amazonas, grande parte das apreensões ocorreu no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus) e na região do Baixo Amazonas, onde fica a Base Fluvial Arpão, da SSP-AM. Pistolas, espingardas, além de drogas, balanças de precisão, coletes balísticos e veículos, usados para práticas ilícitas, também foram apreendidas pelas forças de segurança do estado.

Close