Em Manaus Escolas Estaduais desenvolvem projetos de conscientização sobre preservação da água

Com ênfase na região sudeste, o país vivencia neste início de 2015, de acordo com especialistas, a maior crise hídrica dos últimos cem anos. Mesmo o Amazonas não sendo afetado pela escassez de abastecimento, escolas públicas estaduais estão focadas em projetos de sensibilização levando seus estudantes a compreenderem a importância da utilização consciente dos recursos naturais.

_3262029

Visando sensibilizar os estudantes, as escolas estaduais São Luiz de Gonzaga e Liberalina Weill, localizadas respectivamente nos bairros de São Raimundo e Santo Antônio, zona oeste de Manaus, estão trabalhando o tema de forma intensa, associando a sensibilização a pesquisas de iniciação científica.

Na escola estadual São Luiz de Gonzaga a temática vem ganhando a atenção dos alunos por meio do projeto “Potabilidade da Água para Consumo Humano”.

Sob a orientação de professores e sob a chancela do Programa Ciência na Escola (PCE), desenvolvido pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeam), o trabalho se dá a partir da análise da qualidade da água dos bebedouros da escola. Associado à pesquisa os alunos também têm acesso a palestras e a visitas técnicas orientadas pela empresa Manaus Ambiental.

“Nossa proposta é sensibilizar os alunos a evitarem o desperdício de água a partir da adoção de atitudes simples em seu dia-dia. Esse trabalho é reforçado pelo trabalho pedagógico inerente ao conteúdo escolar”, explicou a coordenadora do projeto, professora Rossicleide da Rocha Batista.

Segundo professora Rossicleide, a curiosidade dos estudantes acerca dos resultados da pesquisa é fator que os motiva para entender o tema com mais profundidade e agir objetivando o desperdício.

Já na escola estadual Liberalina Weill, no bairro de Santo Antônio, o trabalho de educação ambiental para sensibilizar os jovens é realizado com o projeto de pesquisa “A relação do uso de certos recursos naturais em Manaus e a ação do homem sobre os mesmos”. Somente no ano letivo de 2014 o referido projeto mobilizou mais de 300 estudantes.

A proposta, de acordo com a professora de Biologia da escola, Leila Fernandes, está voltada à conscientização acerca do uso correto de recursos naturais como a água e, inclusive, o solo. “No último ano, em oito meses, nós percorremos as ruas do bairro de Santo Antônio para colher e levar informações sobre o uso correto dos recursos naturais. O resultado da pesquisa mostrou que a maioria das pessoas, na comunidade, usam os recursos da forma errada”, citou a professora, frisando que as informações fornecidas pela pesquisa servem de estímulo para a mudança de comportamento por parte dos alunos.

Para incentivar o desenvolvimento de projetos como os das escolas São Luiz de Gonzaga e Liberalina Weill, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) conta, em sua estrutura, com uma Coordenação de Educação Ambiental, que articula formações para professores e fomenta atividades transversais.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close