Educação e saúde em Envira preocupam Eduardo Braga

Envira

As bandeiras, carros, motos e centenas de pessoas não faltaram na chegada do senador Eduardo Braga, candidato da coligação Renovação e Experiência ao Governo do Amazonas, ao município de Envira. Afinal, é assim, com muita festa que ele tem sido saudado por onde passa nesta reta final de campanha eleitoral.

Mas, o que realmente chamou a atenção de Eduardo Braga em sua passagem pela cidade para falar à população foram os relatórios que lhe foram entregues por moradores sobre a situação da educação e da saúde em Envira. Após caminhar junto à população desde o aeroporto até o local do comício, o senador comentou no palanque a situação que chegou a seu conhecimento.

“Nessa caminhada, não tenho governo, não tenho prefeitura, só tenho Deus e o povo ao meu lado. Mas o povo tem se unido para tomar uma decisão muito importante”, disse Eduardo Braga. “Eu recebi uns relatórios denunciando que os professores da zona rural não possuem qualificação adequada, que a merenda escolar é de péssima qualidade e que dos quatro ônibus escolares apenas um está funcionando por economia de diesel”, afirmou.

Sobre a situação precária da saúde pública no município, Braga recebeu denúncias de que o hospital inaugurado há pouco tempo não tem sequer material para fazer curativos. “Não tem medicamentos. Não tem nem soro, muito menos material para realizar exames”, relatou Braga, afirmando que a situação se torna mais preocupante pelas condições de distância e isolamento de Envira.

Preocupado com a situação de desmando no município – saúde e educação foram apenas dois temas dentre as irregularidades que lhe foram relatadas –, Eduardo Braga orientou a população. “Eleição serve para a gente eleger as pessoas qu queiram e saibam resolver os problemas da gente. Não é como jogo de futebol, que você torce pelo time do coração mesmo que ele esteja mal. Você tem que ver quem resolve seus problemas e não votar pela sua torcida”, disse. “Vejam o caso da escola estadual que está em obras desde que eu era governador. Parece que tem uma cabeça de burro enterrada lá. E cabeça de burro a gente desenterra no voto”, completou

ITAMARATI

Entraves junto à prefeitura de Itamaraty impediram que o comício de Eduardo Braga fosse realizado na orla da cidade. Orla, aliás, construída durante a administração Braga no governo. Mesmo assim, com o prefeito apoiando abertamente outro candidato, o povo foi em número significativo recebê-lo no aeroporto e realizar a carreata que vem marcando a reta final da campanha.

“Estou me sentindo como alguém que ajudou a construir uma casa e, de repente, volta e é impedido de entrar na casa”, disse Eduardo Braga, que começou seu discurso lendo cartazes de reivindicação levados pela população de Itamarati. “Queremos de volta o SOS Enchente”, dizia uma. “Está faltando farda e material escolar”, denunciava outra. “Queremos de volta o Reescrevendo o Futuro”, reivindicava um dos cartazes.

Água potável encanada, qualidade nas escolas, motores e equipamentos, estradas para incentivar a agricultura e a volta do curso normal superior foram outras reivindicações feitas em forma de cartazes.

Eduardo Braga afirmou que é justamente para isso que visita as cidades do interior. Para saber dos moradores de cada localidade quais são suas reais necessidades. “Não venho aqui só para conseguir votos. Estou aqui, mesmo sendo perseguido por esse prefeito, porque vocês são muito importantes para mim”, declarou.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close