Eduardo Braga reúne com oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros

DSC_6388

O senador Eduardo Braga, candidato ao Governo do Amazonas pela coligação “Renovação e Experiência”, reuniu na noite desta segunda-feira (08/09), no hotel Da Vincci, com oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Amazonas para falar sobre a situação da segurança pública no Estado. O senador foi acompanhado pela deputada federal Rebecca Garcia, sua candidata a vice.

Preocupado com o caos que se instaurou no setor, o senador convocou a reunião para ouvir dos próprios oficiais quais são as demandas e que possíveis soluções podem ser tomadas para que tanto a população quanto os policiais e bombeiros tenham mais tranquilidade no seu dia a dia.

O Coronel Daniel Picoloto, da Polícia Militar, fez questão de ressaltar que no encontro não estavam presentes oficiais revoltosos. “Nãos somos os oficiais rebelados da PM. Aqui estão os oficiais comprometidos com a instituição. E por essa razão viemos ouvi-lo e colocar nossas dificuldades, para que a corporação volte a trilhar o caminho do bem e servir a sociedade. Não somos revoltosos. Disciplina e hierarquia sempre”, afirmou.

Representando o Corpo de Bombeiros, o Coronel Castro foi um pouco mais incisivo. “Estamos aqui como oficiais que querem uma corporação com dignidade, que valorize os profissionais. Estamos sentindo a falta de organização e vendo a inversão de valores nas duas corporações. Estamos indignados com o que está acontecendo com a PM e o Corpo de Bombeiros pela falta de disciplina”, afirmou.

O Coronel Castro também falou sobre o cerceamento das liberdades democráticas praticado pelo atual governo. “Essa quantidade de oficiais que o senhor está vendo aqui não condiz com a realidade. Muitos não estão aqui porque estão sofrendo retaliações. Nós não aceitamos ditadura. Queremos democracia e temos o direito de ouvir as propostas dos candidatos”, afirmou.

Ao se dirigir aos oficiais, o senador Eduardo Braga agradeceu muito a presença de todos no encontro. “Tenho a plena convicção que é uma demonstração de coragem. Acreditei que essas pessoas teriam uma postura diferente no governo. Na democracia, as instituições estão acima do governo e a população está acima de todos”, ensinou.

Analisando a gestão da segurança pública no Estado, Eduardo Braga afirmou que falta um programa para o setor. “O programa de segurança pública não existe. Tudo se resume ao Ronda no Bairro. O primeiro grande erro que eles cometeram foi querer transformar um polícia comunitária em programa de segurança”, diagnosticou.

Ao expor suas propostas para a segurança pública aos oficiais, Braga falou sobre a valorização dos bons policiais, a criação do 14º e 15º salários, o combate às drogas antes da chegada aos grandes centros e a organização do sistema prisional no Estado, entre outras medidas que pretende adotar, caso seja eleito. “É preciso premiar os bons profissionais. No nosso Estado, isso se inverteu. Não há mais respeito na tropa. Os maus são premiados e os bons são punidos. Ninguém é punido por indisciplina, mas é punido se faz uma opção política. Isso não cabe numa democracia”, disse o senador.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close