Eduardo Braga ouve reclamações de moradores do Viver Melhor

DSC_3446

O primeiro compromisso público do senador Eduardo Braga, candidato a governador na coligação “Renovação e Experiência”, no segundo turno, aconteceu na noite desta quarta-feira, na segunda etapa do conjunto Viver Melhor, na Zona Norte de Manaus. O evento foi carregado de energia positiva e esperança por parte da população local.

 O peemedebista agradeceu a expressiva votação que obteve no primeiro turno e convocou o povo a multiplicar o voto no 15 para o Amazonas voltar a crescer.

“Tenho um carinho especial pelo Viver Melhor porque ajudei, juntamente com o ex-presidente Lula e a presidenta Dilma, a tornar esse projeto uma realidade aqui no Amazonas. Aqui tem calor humano e energia positiva do povo. E é por isso que eu peço que você multiplique o seu voto no 15 para voltarmos a fazer do Amazonas um Estado forte e a população viver dias melhores”, reforçou. “É muito fácil, meu amigo e minha amiga: é só digitar o 15 do Eduardo e confirmar e no 13 da presidente Dilma e também confirmar”, completou.

O oposicionista ouviu muitas reclamações dos moradores do Viver Melhor sobre falta de infraestrutura, de escolas, de creches, de atendimento digno à saúde, de segurança. As famílias reforçaram o estado de abandono do local pelo atual Governo e das taxas abusivas cobradas dos moradores em relação à rede de esgoto e de energia elétrica.

“Eu, assumindo o Governo num dia, no outro eu assino um decreto estabelecendo a tarifa social dá água e da luz. O que o governo atual faz com o povo do Viver Melhor é um roubo. Em vez de oferecer infraestrutura para o conjunto, que seria a contrapartida do Governo exigida pela presidente Dilma, eles fazem é cortar a luz e cobrar duas vezes do povo, a conta de água e a conta do esgoto”, apontou Eduardo.

Na ocasião, o candidato estabeleceu como metas para o local a construção de praças de alimentação e estrutura de mini shoppings, a implantação de um plano eficiente de segurança pública e a construção de mais moradias populares para amenizar o déficit habitacional no Estado.

“Quando eu chegar ao governo, e nós vamos ganhar porque o povo está conosco, eu assumo o compromisso de construir 60 mil casas populares, 15 mil em cada ano. Nos governos que vieram depois da gente, nenhum novo projeto de habitação surgiu, porque todos que tinham fomos eu, o ex-presidente Lula e a presidenta Dilma que idealizamos e executamos”, concluiu.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close