Deputada Alessandra manifesta preocupação com cheias e destaca trabalho preventivo do Governo do Estado

Em pronunciamento nesta terça-feira (19/04) na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Alessandra Campêlo (PSC) manifestou preocupação com as cheias dos rios da região e os prejuízos que o fenômeno natural pode causar à população. Ao mesmo tempo, a parlamentar destacou as medidas preventivas já tomadas pelo Governo do Estado, no sentido de minimizar os impactos sociais e econômicos da enchente nos municípios.

De acordo com o relatório divulgado na última segunda-feira (18/04) pela Defesa Civil do Amazonas, via Centro de Monitoramento e Alerta (Cemoa), 13 municípios estão em situação de atenção; 33 em situação de alerta; e seis em situação de emergência (Guajará, Ipixuna, Itamarati, Eirunepé e Boca do Acre).

“Os rios demonstram que a cheia vai perdurar ainda por um tempo e que a maioria desses municípios vai acabar entrando em situação de emergência. Espero que não cheguemos a uma situação de calamidade”, observou Alessandra.

Fotos: Jimmy Christian

Apesar dos números preocupantes, a deputada apontou o trabalho que vem sendo feito pelo Governo, por meio da Defesa Civil e Secretaria de Estado da Assistência Social, em parceria com as prefeituras dos municípios afetados.

“Antes de sair da Secretaria de Estado da Assistência Social deixei lá já programado, por determinação do governador Wilson Lima, a contratação do Auxílio Enchente para atender a pelo menos 100 mil famílias no Amazonas, como foi feito ano passado assim que entrei na secretaria. Uma das primeiras ações definidas com o governador foi o Auxílio Enchente no valor de 300 reais. Este ano será repetido, foi algo que eu já deixei programado ao sair e que o governador já havia previamente autorizado”, concluiu a parlamentar.

Números – O levantamento divulgado pelo Cemoa mostra um total de 55.182 famílias atingidas pela enchente até a última segunda-feira (18/04). Alessandra informou que o Governo do Estado, em parceria com as prefeituras, já vem trabalhando em ações de reforço da segurança alimentar das famílias que estão sofrendo os impactos da cheia.

Related Articles

Check Also

Close
Close