Cosama realiza visita técnica e planeja ações da Operação Enchente 2022 no Careiro da Várzea

Companhia vem atuando de forma preventiva, nos últimos meses, para evitar comprometimento do abastecimento de água local

A Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) enviou uma equipe de técnicos ao município de Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus) para fazer um levantamento situacional do sistema de abastecimento da água local. A medida visa a execução do plano de ação para amenizar os efeitos causados pela cheia entre os moradores, dentro da Operação Enchente 2022, lançada pelo governador Wilson Lima para apoio aos municípios afetados com a subida dos rios.

De acordo com o diretor-presidente da Cosama, Armando do Valle, a Companhia segue cumprindo as orientações do governador, trabalhando nas ações de melhorias e emergenciais no abastecimento de água dos municípios.

“Visando os efeitos causados pela enchente, estamos trabalhando de forma preventiva há meses para que o sistema do abastecimento de água local não fosse comprometido, e assim, fornecermos água potável à população, além dos investimentos do Governo do Amazonas nas melhorias da rede de distribuição”, destacou Valle.

Foto: Filipe Augusto/Cosama

Segundo o gerente de Projetos e Obras da Companhia, Florentino Peixoto, uma das ações emergenciais para os moradores durante a enchente é a instalação de pontos de distribuição de água potável na cidade, possibilitando que os ribeirinhos das proximidades da cidade abasteçam seus recipientes sem que haja necessidade de aquisição de água mineral.

“Iremos construir estruturas com torneiras para atender a necessidade de abastecimento de água. Assim como em Anamã, a implantação dessas estruturas no Careiro da Várzea será feita em pontos estratégicos, como na estrada do Cambixe, próximo à igreja, em decorrência da questão topográfica, e nas proximidades da prefeitura e porto hidroviário. A função desses chafarizes é justamente fornecer água potável aos moradores ribeirinhos que não têm acesso à água para consumo humano, bem como aos moradores da área urbana da cidade”, disse Peixoto.

Melhorias no abastecimento – Em paralelo a isso, nos últimos três meses, Careiro da Várzea recebeu investimentos no sistema de abastecimento do centro urbano, com melhorias de pressão na rede e na qualidade da água. Foram também realizados serviços de prevenção e manutenção na rede de abastecimento, como a troca do leito filtrante da Estação de Tratamento de Água (ETA) e a troca da tubulação de 60mm para 100mm em duas vias públicas (aproximadamente 76 metros), bem como atividades operacionais, de forma preventiva e rotineira.

A troca do flutuante de captação, instalação de um novo conjunto motor bomba de sucção, manutenções do barrilete, construção de nova subestação de energia, troca de cabeamento elétricos e manutenções dos quadros de comando também foram determinantes para a melhoria no sistema de abastecimento uma qualidade de água ideal para o consumo humano.

Segundo a gerente de operações, Adriana Simas, as melhorias aconteceram devido aos investimentos na rede de abastecimento.

“Além das ações da Operação Enchente, verificamos os pontos que passaram por manutenções trazendo melhorias no decorrer desse ano para o sistema, inclusive o aumento da vazão e da pressão da água em alguns bairros mais isolados da área central. Os procedimentos feitos foram: lavagem de filtros, manutenção periódica e preventiva da ETA, redução da turbidez, adequado tratamento da água e avaliações de contaminação”, relatou Simas.

Para o auxiliar de serviços gerais, Robson Lopes, as melhorias no abastecimento de água estão surtindo efeitos positivos para a sua qualidade de vida.

“Ultimamente, a qualidade e a força da água melhoraram bastante. Eu não tinha ligação de água nas minhas torneiras, agora já tenho, e eu não usava por não ter uma bomba na ponta do cano, como muitos fazem e eu nunca fiz, e nem quero fazer. Eu sempre ficava prejudicado quando chegava a minha vez de buscar a água. Muitas vezes tinha que ir para a zona rural para lavar as roupas. Hoje eu já consigo utilizar a água. Em relação à enchente, eu tenho uma caixa de água para o armazenamento da água da Cosama que está limpa e potável”, afirmou Robson.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close