Corpos do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo foram esquartejados e queimados

Por: Socorro Maia . Manaus- AM socorromaia@portaldoamazonas.com

Na tarde desta quarta-feira (15) as equipes coordenadas pela OPERAÇÃO JAVARI, comitê de crise coordenado pela Polícia Federal /AM, saíram de Atalaia do Norte (AM), e  foram em busca dos corpos do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips desaparecidos desde o dia 05 de junho, eles partiram juntos com um dos suspeitos, o qual teria confessado saber onde estão enterrado os corpos.

Reprodução redes

O depoimento de Amarildo da Costa de Oliveira (41), um dos suspeitos presos pelo desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira, entrou pela madrugada de hoje, aos agentes da Polícia Federal, ele confessou que Dom e Bruno foram mortos a tiro, o suspeito afirmou que a sua participação foi somente no enterro dos corpos.

No relato ele declarou que não foi responsável pela execução, confirmou que os dois foram decepados, esquartejados, queimados e jogados em uma vala. Com a confissão de Amarildo, as investigações apontam um terceiro envolvido no assassinato. Após a confissão dos irmãos no envolvimento do assassinato, as polícias partiram  no início da tarde em busca dos corpos do indigenista e do jornalista.

Foto: Reprodução redes sociais

Os irmãos Oseney da Costa (conhecido como Dos Santos) e Amarildo dos Santos (Pelado) foram presos, e testemunhas afirmam que viram os dois suspeitos seguindo a lancha dos profissionais.

No dia 05 /06 os suspeitos teriam rendido Bruno e Dom que estavam fotografando a pesca ilegal, eles foram levados para uma vala e foram brutalmente assassinados na região da reserva indígena do Vale do Javari no Amazonas.

No depoimento de Amarildo ele afirma que ouviu o barulho de tiros e quando chegou ao local, encontrou uma terceira pessoa. No dia seguinte ele e o irmão Oseney voltaram ao local deceparam os corpos, esquartejaram, incendiaram e enterram.

Reprodução redes

A motivação da morte dos dois teria sido por conta de denúncia da pesca ilegal na região, os suspeitos foram flagrados por Dom Phillips e Bruno Araújo realizando pesca ilegal de pirarucu nas terras indígenas.

Related Articles

Check Also

Close
Close