Congresso Ambiental do TCE-AM dará 16 horas complementares aos estudantes universitários

Promovido pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), em parceria com Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), o I Congresso Ambiental concederá 16 horas complementares aos estudantes de nível superior. O evento será realizado nos próximos dias 15 e 16 de setembro.

As horas serão concedidas aos estudantes de universidades públicas e particulares que participarem de ao menos 55% das aulas de forma presencial, no TCE-AM.

Para se inscrever e ter direito ao certificado de horas complementares, o estudante deve acessar https://www2.tce.am.gov.br/?page_id=58103.

Também serão concedidos certificados de participação aos demais presentes, que podem utilizá-lo para progressão, em caso de serviços públicos.

“Será mais uma oportunidade de mostrar o empenho da Corte em assuntos referentes à proteção do ambiente e possibilitar discussões e debates junto a outros tribunais de contas do país comprometidos com o tema a partir de importantes representantes dos órgãos e instituições especializadas”, afirmou o conselheiro-presidente Érico Desterro.

Programação do evento

Para esta edição, a programação contará com 14 debatedores e sete representantes de diversos tribunais de contas do Brasil que estarão divididos em painéis direcionados para o público-alvo, formado especialmente por servidores do TCE-AM, jurisdicionados e sociedade civil.

O evento será híbrido, sendo realizado de maneira presencial no Auditório da Corte de Contas, e também dispondo de transmissões online pelas redes sociais.

Serão dois dias de discussões: o primeiro terá o credenciamento, abertura do congresso e a realização de quatro painéis no Auditório do TCE-AM, no dia 15 de setembro, às 08h. O segundo será a continuação dos debates e encerramento do I Congresso Ambiental dos Tribunais de Contas.

O presidente da Atricon, Cezar Miola, avalia que o conhecimento discutido no congresso é um diferencial nos debates promovidos sobre as condições ambientais.

“Nesta primeira edição, vamos discutir as diversas possibilidades de fiscalização, controle e monitoramento para proporcionar o desenvolvimento sustentável na Amazônia. Com isso, o evento disponibiliza de assuntos para além da biologia, mas informa também sobre as responsabilidades e os papéis dos órgãos no acompanhamento de suas localidades.” disse.

Conforme o presidente do IRB, conselheiro Edilberto Pontes, a temática é extremamente relevante, oportuna e demonstra o compromisso das instituições de controle externo com o aspecto ambiental. “O Instituto Rui Barbosa está totalmente alinhado com ações como as relacionadas às iniciativas a serem discutidas nesse evento. O IRB criou, na atual gestão, o Comitê Técnico de Meio Ambiente e Sustentabilidade, atento aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”, afirmou o conselheiro Edilberto Pontes.

Machado Edson

REDAÇÃO PORTALDOAMAZONAS.COM (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close