Confirmado: STJ vai mantém reajuste da passagem de ônibus, em Manaus

 

Na segunda – feira dia 16, o prefeito de Manaus, fez um teatro  quando afirmou que “Não haverá aumento de tarifa sobre nenhuma circunstância. Se for preciso, irei às últimas consequências e assinarei um decreto mantendo a tarifa em R$ 3”, disse Artur, referente ao conflito criado entre os sindicatos dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Manaus (STTRM) e as Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), tendo como consequências paralisações no sistema de transporte prejudicando mais de 200 mil pessoas na capital do Amazonas.

artur
Fotos: Alex Pazuello / Semcom

Artur colocou condições na hora de conversar com os representantes do Sinetran: “Em primeiro lugar digo que estou aberto para o diálogo, desde que não haja mais greves por parte dos rodoviários e que o Sinetram acabe com essa novela de buscar judicialmente uma decisão que cabe a mim”, disparou Artur. Mas não foi isso que  presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Falcão, fez, pelo contrário, para a surpresa do prefeito de Manaus, o Ministro  indeferiu o pedido de suspensão de liminar ingressada pela Prefeitura de Manaus em processo que trata do aumento da tarifa de transporte público, em Manaus.

O advogado do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), Fernando Borges, confirmou  a decisão do STJ e aguarda a publicação nesta quinta-feira (19).

O Chefe  da Casa Civil do Município, Márcio Noronha afirmou que a prefeitura vai recorrer a decisão. Enquanto isso, os manauaras vão pagar o preço determinado pelos empresários.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close