Comunitários da RDS do Juma participam de formação de guia de pesca e beneficiamento de pescado

Capacitação tem como objetivo proporcionar novas fontes de renda para moradores da Unidade de Conservação

No período de quinta-feira a sábado (23 a 25/06), 31 moradores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Juma participaram dos cursos de guia de pesca esportiva e beneficiamento de pescado, promovidos pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror).

Os cursos foram ministrados pela equipe da Secretaria Executiva Adjunta de Pesca e Aquicultura da Sepror, composta pelo engenheiro de pesca, Flávio Ruben, pela engenheira ambiental Gláucia Lima e pela técnica em recursos pesqueiros Nalva Francisca. Os técnicos capacitaram 19 moradores em guias de pesca esportiva, na quinta e na sexta-feira (23 e 24/06) e 12 moradoras em retirada de espinhas de peixe, no sábado (25/06).

Guias de pesca

Os guias de pesca receberam conhecimentos relacionados à pesca esportiva, passando por temas como a definição da atividade, legislação, principais espécies capturadas na pesca esportiva, aspectos biológicos do tucunaré, utensílios e tipos de arremessos utilizados na pesca esportiva, segurança e posicionamento durante a navegação, além de boas práticas no manuseio do peixe capturado.

Segundo o engenheiro de pesca da Sepa, Flávio Ruben, a capacitação recebida pelos moradores os credencia como guias de pesca, profissionalizando-os, gerando dignidade e renda para a população local.

“A pesca esportiva é um importante segmento econômico no estado do Amazonas, e os praticantes desse esporte necessitam de pessoas capacitadas e experientes para guiá-los aos melhores pesqueiros, o que torna os moradores da RDS do Juma aptos para prestação desse serviço, gerando oportunidades de emprego e renda na região”, disse Ruben.

Beneficiamento de pescado

Na oficina de retirada de espinhas de peixe, as moradoras receberam orientações a respeito do manuseio e limpeza do pescado, posicionamento correto da faca para o corte dorsal e abertura da matrinxã de forma espalmada, além do corte em Y para retirada das espinhas.

A ideia é que as moradoras possam trazer melhoria na qualidade do pescado que será ofertado aos pescadores esportivos durante a hospedagem nas embarcações e pousadas locais, garantindo pratos regionais de boa qualidade, cativando o praticante para retorno a cada temporada.

A gestora da RDS, Khimberlly Sena, relata que esta é a primeira vez que estes moradores estão recebendo capacitação e certificação.

“Alguns dos moradores que participaram dos cursos já possuíam experiência. Porém, agora, eles terão a certificação e teremos mais profissionais disponíveis em Novo Aripuanã para trabalhar nas operações de pesca esportiva que ocorrem na região”, disse a gestora.

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) também prestou suporte às ações por meio de apoio logístico para as equipes.

Related Articles

Check Also

Close
Close