Combate à fome: famílias de cinco municípios da calha do Juruá começam a receber Auxílio Estadual Permanente

Em segundo dia de agenda na região, governador Wilson Lima acompanhou entregas em Envira e Carauari

Nesta terça-feira (07/12), famílias de cinco municípios localizados na calha do rio Juruá começaram a receber o Auxílio Estadual Permanente, criado pelo governador Wilson Lima. O calendário de distribuição alcançará 18 cidades amazonenses nesta semana. Até o momento, 216 mil famílias de todo o Estado já fizeram o resgate do cartão que dá direito a sacar o benefício, no valor de R$ 150 mensais.

Desde ontem, o governador Wilson Lima realiza agenda de entregas do programa de transferência de renda nos municípios da calha do Juruá. Hoje, ele esteve em Envira (a 1.208 quilômetros de Manaus) e em Carauari (distante 788 quilômetros da capital), acompanhado da primeira-dama do estado, Taiana Lima, e de uma comitiva de deputados estaduais e secretários de estado. A agenda também inclui inaugurações de obras e entrega de investimentos.

“Nós estamos no nosso segundo dia aqui na calha do Juruá, que é muito importante e há uma urgência nessa entrega. A gente está numa corrida porque esses cartões precisam chegar o quanto antes, para que essas famílias já possam usufruir no Natal e ano novo”, destacou Wilson Lima.

A secretária domiciliar Antônia Patrícia, 47, moradora do Bairro de Fátima, em Carauari, chegou por volta das 4h da madrugada para pegar o benefício, tamanha ansiedade. Ela, que mora com o marido e quatro filhos, disse que o Auxílio Estadual Permanente veio em excelente hora.

“Para mim, significa tudo, para eu comprar o rancho para dentro de casa, que nunca mais eu comprei. Lá em casa, só eu que trabalho. Recebo só o dinheiro do Bolsa Família e, às vezes, não dá para pagar luz e nem água. Eu estou sem gás, estou esperando esse cartão para eu trocar a minha botija”, disse.

Mãe de oito filhos, a serviços gerais Ana Maria Paixão, 53, que mora no bairro da Luz, em Carauari, diz se sentir privilegiada em poder fazer parte do programa. “Na minha casa, somos oito pessoas e apenas eu trabalho. Para mim, foi uma benção. É uma benção que veio de Deus, porque não são todas as pessoas que recebem. Eu recebi e agradeço todo dia”, relatou.

FOTOS: Lucas Silva e Tácio Melo/Secom

Beneficiários – Em todo o estado, 300 mil famílias em situação de vulnerabilidade deverão ser atendidas com o auxílio, sendo 142 mil no interior. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

Coloque

“A maioria dos beneficiários são mulheres, chefes de família, em situação de extrema pobreza. São pessoas que hoje vivem praticamente do Bolsa Família e vão ter o complemento de renda com esses R$ 150 para garantir o alimento que é o mais importante hoje, para colocar na mesa dos seus filhos”, salientou a secretária de Assistência Social, Alessandra Campêlo.

“Vai ajudar muito porque a crise que a gente está passando é muito difícil para a gente criar três filhos só com o Bolsa Família. É uma ajuda muito bem-vinda, vai melhorar na alimentação das crianças. Fico até sem palavras”, conta a dona de casa Maria de Nazaré Silva, 23, que mora em Envira.

Entrega dos cartões – Para receber o cartão, os contemplados devem comparecer aos locais de entrega com documento de identificação com foto e CPF (originais). A entrega do benefício é feita somente para o titular do cartão, mediante apresentação de documento de identificação com foto, coleta de assinatura na cautela e registro no aplicativo SASI.

Para saber se está entre os beneficiários, o cidadão precisa acessar o site do Auxílio Estadual (www.auxilioestadual.com.br). No endereço, o usuário também é informado sobre a data e o posto que deve comparecer para pegar o cartão.

Além do governador Wilson Lima, a agenda de entregas do Auxílio Estadual está sendo acompanhada pela primeira-dama do Estado, Taiana Lima, os deputados estaduais Belarmino Lins, Dr. Gomes e Cabo Maciel, o secretário estadual Armando do Vale, além de prefeitos e vereadores dos municípios.

Coloque

Related Articles

Close