Com projeto de melhoria em estágio avançado, Polícia Civil reestrutura e moderniza Instituto de Criminalística

Foto: Divulgação

Há mais de dois anos, a Polícia Civil do Amazonas vem implementando projetos e ações, visando elevar cada vez mais os serviços de perícia disponibilizados à população. Outra importante medida para a conquista desse objetivo pela atual gestão é implementação do projeto de reforma, ampliação e construção do Instituto de Criminalística (IC). O Instituto é responsável por fornecer provas técnicas para os processos criminais, por meio da realização de exames periciais, pesquisas e experiências na área de Criminalística.

De acordo com as informações do diretor do órgão, Carlos Fernandes, desde 2012, a partir dos investimentos feitos pelo Governo do Amazonas, os projetos de melhoria na perícia no Estado vem ganhando impulso para serem implementados. “O objetivo é dar maior qualidade aos serviços prestados pelo Instituto à população”, disse. Carlos Fernandes informou que os projetos de ampliação e reforma das estruturas do IC estão avançados e em trâmite na Comissão Geral de Licitação (CGL) do Estado.

O resultado do trabalho executado pelo Instituto não sofre qualquer interferência em sua qualidade, embora a instituição realize manutenções na estrutura dos prédios, como pintura, serviços hidráulicos, elétricos e de refrigeração, além de reparos nas coberturas. Além disso, também são executadas manutenções permanentes por empresas especializadas nos equipamentos e nos locais onde são desenvolvidos os trabalhos. Como por exemplo, no Cromatógrafo Gasoso de Espectrometria de Massa (CG-MS), que analisa entorpecentes, vestígios biológicos e uma variedade de produtos químicos.

Outra atenção especial é voltada ao Sequenciador Genético Capilar, equipamento pelo qual é possível realizar análise de amostras para se estabelecer perfis genéticos que recebe manutenções frequentes.

Novos equipamentos também são incluídos ao IC, com destaque ao Espectrofotômetro Infravermelho, que foi implementado no IC, em abril, por meio de convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Esse equipamento efetua análise de amostras líquidas, sólidas e pastosas como alimentos e alguns produtos químicos e farmacêuticos. “O convênio prevê outros equipamentos na área de informática forense, além de insumos e consumíveis para outros setores, com o Laboratório de DNA, perícias em locais de crimes contra a vida e setor de Balística Forense. As aquisições trarão mais precisão nas coletas de evidências, confiabilidade aos resultados e robustez na elaboração dos laudos”, destacou o diretor.

O IC estava há cerca de três décadas sem passar por reforma e, a partir de abril deste ano, foi iniciada uma reforma emergencial para modificar a situação que se encontrava. A reforma e ampliação definitiva já foi assinada, a dotação orçamentária já está garantida e o projeto básico está na CGL. Dezesseis computadores já foram adquiridos e estão sendo licitados mais 20 novas máquinas de configuração avançada para servir o Instituto.

O projeto do Instituto de Criminalística contempla a reforma dos dois blocos atuais e a ampliação da estrutura física do local com a construção de um novo bloco, com dois pavimentos, onde funcionará uma nova Central Analítica, que contemplará o Laboratório Químico Toxicológico e o Laboratório de Biologia e Bioquímica. Um dos pavimentos servirá para toda a administração e serviços do Cartório da unidade. O projeto prevê ainda como acréscimo, a construção de um setor com galpão e sala para ser realizada identificação veicular que será anexa ao Instituto, além do local para Simulação de Tiros.

“Todas as melhorias vindas com os investimentos que estão sendo feitos na área de Criminalística, irão proporcionar maior precisão às provas técnicas e consequentemente um inquérito melhor elaborado. A investigação fica então completa com a prova técnica, que irá sustentar o inquérito policial”, avaliou Josué Rocha.

A obra está orçada em pouco mais de R$ 2 milhões e já está incluída no orçamento da instituição.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close