Cidade propõe Serviço de Atendimento Móvel para diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil

O deputado Roberto Cidade (PV) apresentou um Projeto de Lei que cria o Serviço de Atendimento Móvel para identificar, de forma precoce o câncer infantojuvenil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença no Brasil já representa a primeira causa de morte (8% do total) por doença entre crianças, adolescentes e jovens, na faixa etária de 1 a 19 anos.

De acordo com o autor do projeto, os métodos de tratamento garantem altos índices de cura. “Segundo dados do Inca, crianças e adolescentes acometidos da doença podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados”, pontuou.

O PL chama a atenção para os pais ou responsáveis ficarem sempre atentos a patologias que não somem, pois os sintomas se assemelham a outras doenças infantis.

“Caso não haja melhora do paciente num prazo de 07 à 10 dias, os pais devem buscar atendimento médico novamente, para possibilitar uma análise mais aprofundada das causas e a realização de exames laboratoriais ou radiológicos”,diz um trecho do projeto.

Os principais sintomas da doença são: dores de cabeça pela manhã, vômitos, nódulos no pescoço, nas axilas e na virilha, ínguas que não se curam, dores nas pernas que impossibilitam as atividades da criança, manchas arroxeadas na pele, como hematomas ou pintas vermelhas, entre outros sintomas.

A propositura vai para análise das comissões permanentes da Assembleia Legislativa do Amazonas.

Close