Centros de Atendimento à Família ampliam atendimento e beneficiam população com atividades gratuitas 

Com sete unidades distribuídas em Manaus, os Centros de Atendimento à Família (CAFs) coordenados pela Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) registraram aumento de 10% nos atendimentos, no período de outubro de 2017 a junho de 2018, em comparação ao mesmo período entre os anos de 2016 e 2017. Em nove meses, aproximadamente 500 mil pessoas foram beneficiadas com as atividades gratuitas disponibilizadas nos centros.  

Parte do aumento se deve à inclusão de novas modalidades esportivas em todas as unidades. Ao todo, 40 turmas foram abertas a partir da implantação de aulas como ritmos, gerontoalongamentopilates, ginástica localizada, muay thai, karatê, treinamento funcional de quadra e areia, caminhada orientada, taekwondo e boxe olímpico. Trouxemos o projeto Mexa-se Dance, que foi lançado ano passado e passamos a oferecer dentro dos Centros de Convivência. Abrimos 10 novas turmas só do Mexa-se. E disponibilizamos aulas para todas as idades, atendendo também às crianças, com futebol, futsal e recreação infantil. Além das novidades exclusivas para a terceira idade, que corresponde ao nosso maior público. Aumentamos expressivamente a quantidade de turmas”, enfatizou a gerente dos Centros de Atendimento à Família, Lílian Daniel. 

A aposentada Socorro Fleury, 57, é frequentadora assídua do Centro de Atendimento à Família Magdalena Arce Daou, localizado no bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus. Ela, que encontrou nas aulas de hidroginástica uma forma de manter a qualidade de vida e combater doenças, já pensa em aderir a outras modalidades. “Eu participo aqui desde que começou. Ajudou muito no meu estado de saúde. Isso foi um benefício não só pra mim, como para toda a comunidade e a população em geral. Além de ter as aulas, ainda ganhamos vida social. A gente tem muitos amigos e isso é muito bom pra todas nós, que estamos já na terceira idade”, considerou Socorro. 

A ampliação nos atendimentos também foi impulsionada pela renovação de parcerias com universidades e faculdades como Estácio de Sá, Centro Universitário do Norte (Uninorte), Universidade Paulista – Unip e Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati). “Temos uma parceria também com a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e outras instituições que complementam o quadro de profissionais, o que faz com que a gente possa ofertar mais vagas para a população”, disse a gerente Lílian Daniel. 

O Centro de Atendimento à Família Maria de Miranda Leão, localizado no bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital voltou a receber as atividades da Sejel, possibilitando o acréscimo de, aproximadamente, 6 mil atendimentos mensais. “Estamos muito felizes em poder disponibilizar, novamente, esta opção para a população. O centro esteve sem as atividades da Sejel por alguns meses, mas conseguimos retornar com o calendário de ações, com modalidades como ginástica localizada, treinamento funcional, lutas e dança. Em uma hora, as inscrições para as turmas que foram abertas esgotaram”, concluiu a gestora dos CAFs.

Para a autônoma Alcídia Ângelo, 61, quem ganha com a ampliação do atendimento é a comunidade. “Não é todo mundo que tem condições de pagar uma academia. Eu tive diversos problemas de saúde e agora, na terceira idade, tenho a oportunidade de viver de forma mais saudável. Então queremos que o povo se oriente e veja que a qualidade de vida tem que começar cedo”, pontuou Alcídia, que aproveita quatro modalidades esportivas distintas, no CAF Magdalena Arce Daou. 

As sete unidades dos Centro de Atendimento à Família ainda estão com vagas disponíveis. Para mais informações sobre os horários e modalidades, basta se dirigir a um dos centros

Centros de Atendimento às Famílias: 

– André Araújo: Rua 5, 2219, bairro Raiz, zona sul de Manaus; 

– 31 de Março: Rua 221, 441, Japiim, zona sul de Manaus;

– Maria de Miranda Leão: Rua Lóris Cordovil, 1, bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus;

– Aparecida: Rua Wilkens de Matos, s/n, bairro Aparecida, zona sul de Manaus;

– Teonízia Lobo: Rua Itaetê, s/nº, bairro Mutirão, zona norte de Manaus;

– Padre Pedro Vignola: Rua Gandú, 129, bairro Cidade Nova zona norte de Manaus;

– Magdalena Arce Daou: Avenida Brasil, s/n, bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close