Cema vai adquirir 700 mil testes de antígeno

A Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) abriu processos para a aquisição de 700 mil testes rápidos de antígeno para a detecção da Covid-19. As aquisições estão sendo feitas em conjunto com o Centro de Serviços Compartilhados do Amazonas (CSC-AM), por meio de dispensa de licitação e de licitação para Registro de Preços.

De acordo com o secretário interino da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), Silvio Romano, a ampliação da testagem é uma das estratégias previstas no Plano de Contingência de Enfrentamento da Covid-19 do Governo do Estado. O objetivo é ampliar o diagnóstico precoce da doença, para rastreio de contatos dos casos positivos e a vigilância genômica.

“A prioridade está sendo para o teste de RT-PCR, considerado padrão ouro, por ser mais completo, mas também estamos usando o teste de antígeno”, disse. Segundo ele, foi realizado um levantamento para saber a necessidade da rede de saúde, com o objetivo de quantificar os testes de antígeno necessários para atender à população.

A coordenadora da Cema, Eunice Mascarenhas, informou que concluiu a dispensa de licitação para aquisição de 200 mil testes de antígeno e o processo está sendo encaminhado ao CSC/AM.  Após o retorno, segue-se com o empenho para que a empresa possa entregar os testes em um prazo previsto de duas semanas. Já a licitação para Ata de Registro de Preços encontra-se em trâmite no Centro de Serviços Compartilhados (CSC/AM), com a finalidade de aquisição de 500 mil testes.

Recomendações – A Nota Técnica (NT) Nº 16/2021/FVS-AM/SES-AM de 19 de abril de 2021, recomenda a realização do teste RT-PCR para diagnóstico da Covid-19. O exame também permite identificar as variantes do novo coronavírus, por meio do sequenciamento genético das amostras. A oferta deste exame foi ampliada na rede pública estadual de saúde, principalmente nas unidades de pronto atendimento, como UPAs e SPAs da capital. Nos municípios de fácil acesso a Manaus o RT-PCR também é o teste mais recomendado, pela facilidade de acesso ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), onde os exames são processados.

O teste de antígeno é recomendado para casos específicos de remoção de pacientes, antes da realização de procedimentos cirúrgicos e para os municípios e localidades mais distantes da capital, que não têm condições de enviar amostras do RT-PCR para o Lacen em tempo hábil.

O resultado do teste de antígeno é divulgado em até 15 minutos, já o de RT-PCR leva em média 48 horas.

Não recomendável – A Nota Técnica ainda orienta que o teste rápido de anticorpo não é mais recomendado para diagnóstico da Covid-19, pois ele não detecta proteína do vírus como o de antígeno, somente anticorpos, que já estão presentes em pacientes infectados anteriormente e nos vacinados. O teste rápido é recomendado apenas para menores de 18 anos, para detecção dos casos de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P).

Pedido ao Ministério da Saúde – Além dos dois processos de aquisição, a Cema ainda enviou ofício ao Ministério da Saúde (MS) pedindo a distribuição de 300 mil testes ao Amazonas. Em maio, o ministro Marcelo Queiroga pediu aos estados a elaboração de planos técnicos para distribuição dos testes de diagnóstico rápido da Covid-19.

Com o pedido feito, ficará a critério do MS a quantidade de testes a ser entregue ao estado do Amazonas.

Close