Campanha contra o HIV/Aids tem como foco o combate ao preconceito

Teste de HIV (2)
Fotos:Assessoria de comunicação

O município de Manaus registrou este ano, de janeiro a novembro, 1.102 casos de HIV/Aids. O número já é maior do que o registrado em 2013, quando foram diagnosticados 1.092 novos casos de HIV, representando um aumento de 31,4% em relação ao ano de 2012.

Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que iniciou esta semana uma série de ações da Campanha de Combate ao HIV/Aids, referente ao Dia Mundial de Luta contra a Aids (1º de dezembro. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção à doença e reforçar a solidariedade, a tolerância e a compreensão em relação às pessoas que vivem com o HIV/Aids.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que a data foi instituída também como uma tentativa de superar o preconceito e a discriminação contra pessoas que vivem com Aids.

Um dos focos das ações da Campanha de Prevenção é o combate ao preconceito das pessoas que vivem com o HIV, assim como a discriminação contra gays, travestis e transexuais, estigmatizados como os responsáveis pela transmissão e infecção pelo HIV.

As atividades da Campanha seguirão até o dia 1º de dezembro. Durante esse período, as Unidades de Saúde da rede municipal estarão realizando atividades de prevenção com palestras, rodas de conversa, distribuição de insumos de prevenção (preservativos masculinos e femininos, gel lubrificante) e ampliação da oferta de teste rápido para detecção do HIV.

A Semsa também estará promovendo a I Corrida contra o Preconceito, no dia 30 de novembro, às 16 horas, na Ponta Negra. Foram inscritos 1.200 competidores. Durante o evento, haverá a disponibilização de serviços de educação em saúde, promoção de hábitos de vida saudável, atividades físicas, atividades lúdicas (para as crianças), ações voltadas aos jovens (grafitagem, roda de conversa) e oferta do teste rápido para o HIV, trabalhando a prevenção dos vários agravos e o diagnóstico precoce.

A programação será realizada em parceria com instituições como Fórum ONG/Aids, Projeto Galera Nota 10, Associação Garotos da Noite, Associação Orquídeas, Aliança LGBT, APGAY, Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/Aids, RNP+ AM, Coordenação Estadual de DST/Aids/HIV, Departamento Nacional de DST/Aids/HIV, Semjel, Semed, Manauscult, Manaustrans, I, Polícia Militar do Amazonas, SAMU, Fundação Vila Olímpica do Amazonas, Semulsp, Federação Amazonense de Atletismo, Editora Abril.

 

 

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close