Bolsonaro pede que consumidor guarde a nota fiscal dos postos que não baixaram o preço da gasolina

Por: Socorro Maia - Manaus - AM - socorromaia@portaldoamazonas.com

Nesta sexta-feira (22.07) o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, em visita a um posto de combustível em Brasília, que a diferença de preço da gasolina deve ficar com o consumidor e não com as distribuidoras ou com alguns posto de gasolina.

“Vamos fazer nossa parte, estamos divulgando, fazendo pressão, de modo que o que está sendo deixado de arrecadar de impostos estadual e federal, não fique com distribuidoras ou alguns postos de gasolina. Essa diferença tem que ficar é com o consumidor”, disse.

Jair Bolsonaro percorreu alguns postos em Brasilia, ao lado do ministro de Minas e Energia Adolfo Sachsida para fiscalizar se estão com os preços baixos nas bombas, em sua ronda o presidente pediu que os consumidores guardem a nota fiscal dos postos que não baixaram o preço para acionarem os órgãos de defesa do consumidor.

A gente pede para o usuário fique com a nota fiscal. Lá na frente eles podem se reunir e entrar com uma ação contra quem não está reduzindo o preço dos combustíveis. O Nordeste tem os estados que mais demoraram para cumprir a legislação e onde os combustíveis estão mais caros no Brasil. Então, gostaria de contar com os órgãos de defesa do consumidor dos estados”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro.

Socorro Maia

Jornalista Profissional – MTB- 1370/AM – Mestranda em Administração MKT -Pós-Graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais, associada ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas, e na Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ, que defende a formação superior, o registro e a regulamentação da profissão do jornalista. É membro da ABRAJI- ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JORNALISMO INVESTIGATIVO e associada ao INTERCOM – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS INTERDICIPLINARES DA COMUNICAÇÃO.

Related Articles

Check Also

Close
Close