Bolsonaro afirma que não vai usar os R$ 3 milhões do fundo partidário em sua campanha

O pré-candidato a presidente da República, deputado Jair Bolsonaro (RJ), disse ao jornal o Estado de S.Paulo que abrirá mão de gastar os recursos públicos a que tem direito vindos do novo Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

“Eu votei contra esse fundo extra, não seria justo pedir”, disse o deputado. Bolsonaro tenta convencer a bancada federal do partido a não gastar sua parcela “por coerência”. O PSL deve receber entre R$ 9 milhões e R$ 10 milhões, segundo estimativas de parlamentares do partido.

Related Articles

Check Also

Close
Close