Boletim Epidemiológico da FVS chega à edição 200 nesta terça-feira (20/10)

As prefeituras são as responsáveis pelo registro dos casos e óbitos por covid-19 nos sistemas de informação

Com sete meses da pandemia da Covid-19 no Amazonas, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) chega à marca de 200 boletins diários epidemiológicos nesta terça-feira (20/10). A primeira edição ocorreu no dia 2 de abril de 2020. O objetivo do boletim é ser um instrumento que subsidia as autoridades de saúde na tomada de decisão, planejamento de ações mais eficazes para o enfrentamento da doença, além de manter informada a sociedade.

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, relembra os desafios vivenciados no auge da pandemia. “O boletim é construído com as informações disponibilizadas diariamente pelas prefeituras municipais, todos os dias da semana, incluindo fins de semana e feriados. Os dados divulgados com transparência são monitorados por diversos órgãos como a Organização Pan–Americana (da Saúde) e o Ministério da Saúde todos os dias”, explica a diretora.

Rosemary salienta ainda que o boletim é um instrumento dinâmico que, ao longo da existência, teve 12 inclusões de novos indicadores atendendo à solicitação de técnicos, muitas vezes de outras instituições, comprometidos com o enfrentamento da pandemia. “Hoje, o boletim tem dez páginas com informações detalhadas por municípios. Simultaneamente, estão disponíveis os painéis de monitoramento no site www.fvs.am.gov.br, com mais informações que são utilizadas e reconhecidas por pesquisadores nacionalmente”, destacou.

Para o chefe da Sala de Situação do Amazonas, instalada na FVS-AM, Daniel Barros, a consolidação da informação exige um esforço direcionado para alcançar metas comuns. “Diariamente, os técnicos da FVS-AM recebem os dados repassados pelas secretarias municipais de saúde e processam essas bases, identificando inconsistências e duplicidades. Após o tratamento dos dados, são realizadas as análises com o objetivo de revelar a dinâmica de transmissão da doença na região”, esclarece.

Daniel aproveita a oportunidade para reforçar que o papel da Vigilância em Saúde é gerar informação para tomada de decisão, sendo fundamental o empenho dos técnicos de Vigilância de todas as secretarias municipais de saúde do estado, pois as prefeituras são as responsáveis pelo registro dos casos e óbitos por covid-19 nos sistemas de informação.

“Não é da competência da FVS a inserção de nenhum dado no sistema de informação, seja dos casos positivos de covid-19, óbitos pela doença, entre outras, mas sim o processamento e divulgação dessa informação inserida pelas prefeituras municipais”, disse o chefe da Sala de Situação do Amazonas.

Fotos: Divulgação/FVS

Os boletins diários epidemiológicos são encontrados no site da autarquia (www.fvs.am.gov.br), na aba “publicações”, seguido da seção “covid-19” e categoria “Boletins Epidemiológicos Diários da Covid-19”.

Todos os dados divulgados pela FVS-AM são informados ao Ministério da Saúde e avaliados externamente, como por exemplo pela  Open Knowledge Brasil (OKBR), que não identificou erro na divulgação dos dados. Inclusive, o Governo do Amazonas manteve a classificação ‘Alto’ e alcançou o primeiro lugar, entre os demais estados brasileiros, na avaliação do Índice de Transparência da Covid-19 divulgado pela OKBR no dia 21 de agosto. Em uma escala de zero a 100, o Amazonas atingiu a pontuação máxima em nível de transparência. A FVS possui diversos canais de comunicação para receber críticas, sugestões e colaborações construtivas que permitam o avanço no enfrentamento da pandemia, tais como: ouvidoria, fale conosco entre outros.

Prevenção – A instituição aponta que o vírus permanece circulando no estado. Portanto, é necessário manter as medidas de prevenção à covid-19, como evitar aglomerações, usar máscara de proteção respiratória, utilizar álcool gel a 70%, manter distanciamento social, além de higienizar mãos, superfícies e ambientes.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e está na linha de frente no enfrentamento à pandemia de covid-19 no Amazonas. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551.

Close