Atalaia do Norte a “Pérola do Javari” no Amazonas

Atalaia do Norte é um município brasileiro do interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à Mesorregião do Sudoeste Amazonense e Microrregião do Alto Solimões, localiza-se a sudoeste de Manaus, capital do estado, distando desta cerca de 1.136 quilômetros.

Ocupa uma área de 76 354,985 km²[2] e sua população, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2016, era de 18 599 habitantes,[3]sendo assim o quadragésimo segundo município mais populoso do estado do Amazonas e o oitavo de sua microrregião.

O município de Atalaia do Norte é mundialmente conhecido por abranger grande parte da Terra Indígena Vale do Javari, a qual é a maior reserva de índios isolados do mundo,[7] além de ter sido o local de uma das maiores quedas cósmicas da história moderna, que ficou conhecida como Evento do Rio Curuçá.

Foto do Facebook oficial da Prefeitura de Atalaia do Norte

Histórico

Habitavam primitivamente o território do atual município de Atalaia do Norte os índios Mangeronas, Ticunas, Marubas e Maias. Dos dois últimos vivem ainda remanescentes no
referido território. Os Maias conservam-se ainda arredios à civilização.
A região do Javari foi das últimas a ser exploradas, devido aos ferozes selvagens seus habitantes e às doenças endêmicas que ali se alastravam.
Entre os anos 1864 e 1874, ocorreram confrontos na região entre os silvícolas e o pessoal das comissões mistas brasileiro-peruanas encarregadas das demarcações de fronteiras.
O mais antigo núcleo de povoamento é Remate de Males, que, aliás, foi durante vários anos, de 1898 a 1901 e de 1904 a 1928, sede do município de Benjamim Constant. Não se sabem precisamente a data de sua fundação.
Entretanto, Anísio Jobim, em ?Panoramas Amazônicos?, informa que o povoado se originou de uma cabana à margem de Itecoai, onde habitava o filho de um oficial superior
brasileiro, e que a denominação de Remate de Males foi dada em 1890, pelo maranhense Alfredo Raimundo de Oliveira Bastos, que encontrou neste local relativo bem-estar, resolvendo fixar-se como um remate aos seus males. Colocou, então na fachada de seu barracão o letreiro
?Remate de Males?, cuja designação se estendeu a todo lugar.
A denominação de Atalaia justifica-se por ser a localidade ?o mais extremo núcleo do Oeste, a guarita da marcha para o Oeste?, no dizer de Álvaro Maia, em
discurso proferido em Remate de Males em 1943.

Gentílico: atalaiense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Remate de Males, pela lei estadual nº 176, de 01- 12-1938, subordinado ao município de Benjamim Constant.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-9143, o distrito de Remate Males figura no município de Benjamim Constant.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.
Elevado à categoria de município com a denominação de Atalaia do Norte, pela lei estadual nº 96, de 19-12-1955, desmembrado do município de Benjamim Constant. Sede no
atual distrito de Atalaia do Norte (ex-Remate de Males). Constituído Do distrito sede. Instalado em 23-02-1956.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte

IBGE

 

Close