Assembleia encerra 5ª Semana da Saúde com objetivos alcançados

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) encerrou nesta sexta-feira (17) a 5ª Semana da Saúde com um ato simbólico reunido os servidores da Casa, em frente ao Centro Clínico. O diretor de Saúde da Aleam, Arnoldo Andrade, disse que foi uma “semana extremamente positiva”, com os objetivos alcançados. A semana fez parte da programação do “Outubro Rosa”, que visa dar ênfase à saúde da mulher, inclusive na prevenção e combate ao câncer de mama.

SEMANA-DA-SAuDE-NA-ALEAM-_ACA-14-573x381

Para isso, foi trazida para as dependências da estrutura da Assembleia Legislativa a “Carreta da Mulher”, que realizou de exames de mama à ultrassonografia com a finalidade de verificar a saúde das servidoras do Poder Legislativo. O balanço parcial aponta que até o penúltimo dia de exames, quinta-feira (16), 333 mulheres foram examinadas. “A meta é chegar à casa das 400, o que devemos alcançar porque várias servidoras serão examinadas até o fim da tarde de hoje (sexta-feira)”, destacou o médico.

Além disso, a semana está pautada em fazer a prevenção e educação em saúde nas áreas de hipertensão, diabete e também na parte pulmonar. Para isso, foi mobilizada uma equipe da Secretaria de Estado da Saúde (Semsa) que avaliou 19 fumantes. “Precisamos conscientizar nossos fumantes da importância do teste, haja vista que tínhamos capacidade para realizar 150 testes”, disse Andrade, frisando ainda os exames oftalmológicos realizados nos servidores. “Há um desgaste visual nas pessoas decorrente da relação com o computador”, completou.

“Doador Legal”

A campanha do “Doador Legal”, realizada pela Assembleia Legislativa em parceria com o Hemocentro do Amazonas (Hemoam), onde foram coletadas 21 bolsas de sangue, foi considerada positiva por Arnoldo Andrade. Segundo o médico, a intenção é ajudar a formar um banco de sangue para atender a demanda do fim do ano. “Criamos um cadastro de doadores, com mais de 40 pessoas que serão acionadas em caso de emergência, transmitindo um pouco de sua vida, porque sangue é vida”, enfatizou.

Nesta sexta-feira é comemorado o Dia Mundial de Combate a Dor. De acordo com Arnoldo Andrade, estatisticamente, a cefaleia é a dor que mais afeta as pessoas. Trata-se de uma dor crônica que atinge, em especial, às mulheres, afetando a qualidade de vida. “É uma dor que leva à depressão, ao isolamento e a busca constante de medicação, o que resulta na automedicação”, informou.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close