Assembleia acompanha por videoconferência a promulgação da PEC Soldados da Borracha no Congresso Nacional

ADJUTO-AFONSO_CONFERENCIA-2-508x381
Deputado Adjuto Afonso acompanhado de alguns trabalhadores e familiares na sala de videoconferência

Atendendo a um requerimento do deputado estadual Adjuto Afonso (PP), a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) transmitiu ao vivo a promulgação do Congresso Nacional da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que indeniza em R$ 25 mil os chamados “soldados da borracha”. A solenidade, ocorrida na quarta-feira (14), foi acompanhada por alguns desses trabalhadores e seus familiares, na sala de videoconferência da Aleam, e contou com o apoio da assessoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB).

“Fiz questão em trazer esses trabalhadores porque sempre acompanhei a tramitação desta PEC no Senado. A proposta vai beneficiar mais de mil pessoas do Amazonas e sei também da luta travada pela senadora Vanessa pela aprovação da matéria que vai beneficiar centenas de famílias da Amazônia”, ressaltou Adjuto Afonso.

A auxiliar de enfermagem Maria de Nazaré Ferreira da Silva, 56, fez questão de trazer o pai, o aposentado Wenceslau Ferreira da Silva, de 94 anos, para acompanhar a promulgação. Ela disse que o pai veio com a família para o Amazonas quando tinha 10 anos e morou, por muitos anos, no município de Carauari, trabalhando no Seringal Concórdia. “Fiquei muito emocionada com a promulgação. Somos todos de uma família humilde e, finalmente, meu pai vai poder receber este benefício. Embora o valor seja pouco, mas é um direito dele. Sempre ouvi os relatos de seu trabalho e sofrimento quando era soldado da borracha”, disse emocionada.

Esses trabalhadores foram recrutados durante a Segunda Guerra Mundial para produzir látex natural na Amazônia, a fim de abastecer a indústria bélica dos Estados Unidos. A proposta foi aprovada pelo plenário do Senado, no último dia 23, e entrará em vigor na sua publicação.

O benefício vai ser pago para os que estão vivos e aos dependentes daqueles que já morreram, como esposas ou filhos. A PEC foi apresentada em 2002 pela então deputada federal Vanessa Grazziotin. Os soldados da borracha e os familiares já recebem uma pensão mensal de dois salários mínimos, valor mantido pela proposta aprovada.

Atualmente, há em torno de 6 mil soldados da borracha vivos que somados aos dependentes, chegam a 12 mil pensionistas, dos quais 1.079 encontram-se no Amazonas.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close