Artur Neto e Goreth Garcia lançam campanha em defesa dos direitos da criança e do adolescente

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, lançou na tarde desta sexta-feira, 6, a Campanha Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – Carnaval 2015, no Parque Cidade da Criança, Aleixo, zona Leste. Além de outras autoridades, o evento contou com a primeira-dama do município, Goreth Garcia Ribeiro, que coordena a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), responsável pelas ações da mobilização.

Fotos: Tácio Melo
Fotos: Tácio Melo

Segundo o prefeito, o Carnaval é o período em que a exploração, principalmente a sexual, se torna mais visível e, por isso, exige da população uma vigilância maior. “É um crime que com muita frequência, hediondo, liquida fisicamente e psicologicamente gerações inteiras. Mutila, muitas vezes, a moral dos pais que são coniventes, revela padrastos agressores, vizinhos agressores e nós não podemos permitir que isso aconteça”, disse.

De acordo com Goreth Garcia, a Semasdh atuará dentro de um colegiado composto por outras secretarias municipais, órgãos estaduais, Polícias Civil e Militar e os Conselhos Tutelares. Segundo, ela, todas as festas da cidade serão fiscalizadas para identificar situações de exploração e abuso de qualquer tipo a crianças e adolescentes. “Onde houver festa de Carnaval, nós iremos fiscalizar. Todo o calendário de festas da cidade será coberto pelas nossas equipes, que vão levar também, aos foliões, informação sobre como denunciar esses crimes“, informou.

O trabalho infantil é a exploração mais comum, por ainda ser tratado como algo normal por muitas famílias, segundo explicou o conselheiro tutelar da zona Centro-Sul, Carlos Duarte. “Nas blitze que fazemos no Carnaval, muitas vezes, encontramos o pai embriagado e a criança comercializando bebida alcoólica e nesses casos temos que agir com rigor, porque esse pai está expondo seu filho”.

 As ações

A campanha consiste na divulgação da mensagem de combate à exploração de Crianças e Adolescentes por meio de peças publicitárias, além de ações de orientação e fiscalização nas bandas de ruas e locais com grande concentração de pessoas.

Quem quiser denunciar qualquer situação de exploração de trabalho ou sexual de crianças e adolescentes deve ligar para o Disque 100 ou procurar o Conselho Tutelar de sua zona da cidade.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close