‘Arte Itinerante’ reúne mais de 1.600 pessoas em atividades culturais no interior do Amazonas

barco_itinerante3

Durante seis dias viajando pelos rincões da Amazônia de barco, a equipe da Secretaria de Estado da Cultura, por meio do setor do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro (LAOCS) – Unidade de Parintins, passou por quatro cidades do interior do Estado, mobilizando em atividades, oficinas e apresentações 1.635 pessoas, entre adultos, jovens, crianças, terceira idade, artistas profissionais e estreantes.

O projeto do Governo do Amazonas, por meio da SEC, batizado de “Arte Itinerante”, aconteceu nos Municípios de Maués, Boa Vista do Ramos, Barreirinha e Nhamundá, com a participação de 40 técnicos, administrativos, pedagogas, turismóloga, instrutores dos núcleos de artes visuais, audiovisual, dança, música e teatro, e diretores do LAOCS Parintins, que viajaram com a missão tanto de levar arte onde o povo está quanto de captar mais alunos para os cursos de capacitação artística que acontecem nos finais de semana na ilha.

Quase 900 pessoas participaram de oficinas e vivências de teatro, fotografia, cinema, música, dança e artes visuais, além de técnicas de desenho e pintura, criação de roteiro para cinema e filmagens. Tudo acontecia durante o dia e à noite, a grande surpresa: a experiência dos participantes apresentarem tudo o que foi desenhado, filmado, ensaiado, cantado e fotografado.

Para a diretora do LAOCS, Andressa Oliveira, a experiência foi sensacional e surpreendente em cada localidade que o barco chegava.

A primeira parada foi em Maués (a 358 km de Manaus por via fluvial), onde foram realizadas 10 oficinas e vivências. O destaque naquele município ficou para a predisposição para a música e a dança. “Maués tem uma música muito expressiva, profissionais com talento nato, de adolescentes a crianças. Por lá, encontramos a cantora Karine Aguiar, que foi aluna do Liceu em Manaus, e que hoje é uma artista de renome internacional”, disse Andressa.

As oficinas e vivências musicais foram realizadas na Escola Estadual Professora Maria da Graça Nogueira, com 204 inscritos, e à noite aconteciam as mostras com os resultados do trabalho do dia, inclusive do curta produzido pelos inscritos e show com participação de artistas locais, acompanhados dos músicos do LAOCS. Em Maués, o palco das apresentações foi o auditório da Escola Estadual Santina Felizola, com participação especial de Karine Aguiar.

“Percebemos a presença de artistas e interessados de outros municípios nos nossos cursos de capacitação aos fins de semana. Apresentamos os números ao secretário Robério Braga, que imediatamente deu a ideia do projeto, com a proposta de que tínhamos que levar o Liceu para viajar, para as cidades próximas”, explica a diretora.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close