Após chuva, órgãos municipais executam ação integrada na comunidade Nossa Senhora de Fátima

Em decorrência da chuva em Manaus de ontem quarta-feira, 20, a Prefeitura de Manaus reuniu diversos de seus órgãos ao longo do dia para começar a executar estratégias de ação e solucionar os alagamentos na comunidade Nossa Senhora de Fátima, localizada na Cidade Nova, zona Norte, às margens do Igarapé do Mindu.

MR - PREFEITURA ATUANDO NO BAIRRO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA I (6)

Ainda pela manhã, após a chuva, os moradores da comunidade foram recebidos pelo prefeito em exercício, Wilker Barreto, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), zona Oeste. À tarde, equipes da Defesa Civil Municipal, do Gabinete de Gestão Integrada do Município (GGIM), da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) estiveram na área afetada conversando com moradores e tomando as primeiras providências.

As equipes estiveram na comunidade para examinar o bolsão localizado entre a avenida Camapuã e a rua Êxodo Braga, principal trecho de alagações, além de prestar os primeiros atendimentos aos moradores afetados, com levantamento socioeconômico das famílias.

Segundo o prefeito em exercício, um estudo preliminar já foi realizado identificando os pontos mais críticos na área, ocasionados principalmente pela construção de moradias no leito do igarapé e pela grande quantidade de lixo jogado nas águas. “Com a chuva de hoje, por exemplo, a sucata de uma geladeira dificultou ainda mais o escoamento da água. Além disso, precisamos fazer o desassoreamento do igarapé, mas algumas moradias precisam ser retiradas para que as máquinas possam trabalhar”, explicou.

Para a retirada dos entulhos do leito, o caminhão usado na ação foi preenchido nove vezes com restos de geladeiras, televisores, ferros, entre outras sucatas. A previsão é de que sejam retirados do local entulhos equivalentes ao preenchimento de 15 caçambas.

“O poder público precisa fazer a sua parte, mas a comunidade também precisa criar consciência quanto à questão do lixo. Esse vai ser um trabalho conjunto e que vai trazer a tranquilidade para muita gente”, disse o líder comunitário André Queiroz.

Nos próximos dias a prefeitura irá contabilizar quantas moradias precisarão ser demolidas para que seja feita a correção do leito do igarapé e a inclusão dessas famílias retiradas no aluguel social. Também serão concedidos colchões e cestas básicas, entre outros itens.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close