Ao lado de ministro da Saúde, Wilson Lima destaca apoio do Governo Federal para enfrentar pandemia

O governador do Amazonas, Wilson Lima, destacou, neste sábado (22/01), que o apoio do Governo Federal, sobretudo no envio de vacinas para o estado, tem sido fundamental para o enfrentamento da pandemia.

No Sambódromo em Manaus, Wilson Lima participou, ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, da mobilização de ações contra a Covid-19 realizada pelo Ministério da Saúde, simultaneamente, nos sete estados da região Norte.

Durante a agenda em Manaus, Queiroga também visitou o Centro de Testagem da Covid-19, montado pelo Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus no Centro de Convenções Vasco Vasques, na zona centro-sul de Manaus, e que tem capacidade para atender 10 mil pessoas por dia.

“Sempre que tenho conversado com o presidente Jair Bolsonaro ele tem demonstrado a preocupação que ele tem com o estado do Amazonas. Temos conversado sobre a estrutura de saúde que nós conseguimos montar nos últimos dois anos, de assistência social e também com relação à geração de emprego e renda” disse o governador ao ressaltar também o investimento do Governo Federal para vacinação contra a Covid.

“No momento mais difícil, em que a gente precisava da vacinação, só o governo do presidente Jair Bolsonaro é quem comprou vacina e é isso que tem ajudado a diminuir os casos de agravamento e de internações hospitalares. Isso jamais o povo do Amazonas ira esquecer”, completou Wilson Lima.

Mobilização – A população dos sete estados que formam a região Norte do país foi convocada pelo Ministério da Saúde (MS) para uma ação de enfrentamento à Covid-19, neste sábado (22/01). A iniciativa visa promover a vacinação e a testagem em larga escala, como parte da estratégia de combate à doença.

Com a mobilização, o MS quer estimular aqueles que ainda não se imunizaram, ou que não completaram o esquema vacinal, que busquem os postos de vacinação para tomar a primeira e segunda dose ou a dose de reforço. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou da mobilização em Manaus, enquanto os secretários nacionais da pasta estiveram nas capitais do Acre, do Amapá, do Pará, de Rondônia, de Roraima e do Tocantins.

“Saio daqui ainda mais confiante de que nós podemos confiar na população do Amazonas, em Manaus, e em todos os estados da região Norte para avançarmos ainda mais nessa campanha de vacinação, que já é uma das maiores contra a Covid-19 no mundo”, frisou o ministro.

O Norte foi escolhido pelo MS para a estratégia por ser uma região populosa, com 15 milhões de pessoas acima de 12 anos que integram o público-alvo da vacinação contra a Covid-19, e por fazer fronteira com outros países. Aproximadamente 1,8 milhão de pessoas estão aptas a tomar a dose de reforço ainda em janeiro, segundo o MS.

O Ministério da Saúde recomenda uma dose de reforço da vacina Covid-19 para todos os indivíduos maiores de 18 anos. A imunização deverá ser administrada quatro meses após a última dose do esquema vacinal primário dos imunizantes Pfizer, Astrazeneca e Coronavac.

A vacina a ser utilizada para a dose de reforço deve ser, preferencialmente, da plataforma de RNA mensageiro (Pfizer/Wyeth). Na falta deste imunizante, podem ser usadas as vacinas de vetor viral (Janssen ou AstraZeneca), independentemente do esquema vacinal primário, de acordo com o MS.

“É muito importante a gente tomar a vacina, estar todo mundo imunizado. Nós precisamos estar cada dia mais preparados tomando a nossa vacina, estando em dias com a nossa saúde”, disse Edmilson Soares, que foi ao Sambódromo tomar a terceira dose.

Centro de Testagem – Em visita ao Centro de Testagem montado pelo Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus no Centro de Convenções Vasco Vasques, Marcelo Queiroga conheceu o fluxo de atendimento, que termina com consulta médica para quem testar positivo para Covid-19.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), disponibilizou, inicialmente, 14 médicos, 10 técnicos de enfermagem, dois farmacêuticos bioquímicos e 20 servidores para auxiliar no apoio técnico.

Mutirão em Iranduba – Wilson Lima destacou que, neste sábado, o Estado realiza mais um mutirão Vacina Amazonas no município de Iranduba, com a abertura da vacinação das crianças entre 5 e 11 anos com comorbidades.

Além da vacinação, foram abertos dois centros em Iranduba para testagem de detecção da Covid-19 na cidade.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close