Um ano, 28/03/2014, as palavras consolam mas a dor permanece

As lágrimas ainda caem. A morte é a única certeza que temos na vida, a de que todos nós morreremos um dia.

rosa-flor

É difícil se preparar para perder alguém, a maioria das pessoas não estão preparada para ver retirada bruscamente de sua vida alguém que ama, enfrentar a morte é um processo que exige tempo para que consigamos lidar melhor com a situação. Tempo esse que, as vítimas do acidente trágico não tiveram para se despedir de seus familiares e amigos na noite daquela sexta-feira.

No dia 28 de março de 2014, há exatamente um ano atrás, um grave acidente entre um micro-ônibus e uma caçamba deixava 14 vítimas fatais e 20 feridos na avenida Djalma Batista, por volta das 20h,  ao lado do viaduto Ayrton Senna.

Bj3pBEPCAAAcHjR

O caminhão vinha no sentido bairro/Centro quando perdeu o controle, atravessou o meio-fio invadindo a contramão e colidiu de frente com micro-ônibus da linha 825 (Bairro da Paz), que vinha no sentido Centro/bairro.

O HEMOAM (Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas), recebeu vários voluntários para doar sangue às vítimas após o acidente. Batendo recorde de doação com 574 doadores.

Bj7Br7NCAAA2YpX

Lista com nomes de vítimas fatais:

Rosangela Cardoso Costa, 39

Robert da Cunha Moraes, 26

Adriane da Silva Fernandes, 20

Lincoln Oliveira de Souza, 21

Ricardo Oliveira, 35

Ozaias Costa de Almeida(motorista do caminhão)

Quézia Guedes de Souza, 24(mãe de Luís Miguel)

Clarice Gomes Pires, 58

Luís Miguel Guedes de Souza, 1 ano e 6 meses

João Jorge Duarte Pires, 56

Carlos Alberto da Silva Silveira, 50

Gabriela Teles Messias, 26

Tânia Mara da Rocha, 50

Sebastião Alves de Araújo, 50

Domingos Messias de Souza, de 60 anos

Um homenagem foi marcada pelas redes sociais no dia seguinte, sábado, 29, no local do acidente. Familiares e amigos das vítimas deixaram flores.

Bj71Zf5IcAAHpSg

Prefeito de Manaus, Artur Neto e a primeira dama, Goreth Garcia, também prestaram homenagem após irem ao velório de algumas vítimas. Um luto de três dias foi decretado na capital. “Decretamos luto oficial de três dias em respeito às vítimas desse terrível acidente. A prefeitura vai arcar com todas as despesas com todos os velórios”, disse o prefeito.

Bj7D6ZnCYAA00hD

Um culto ecumênico foi organizado no dia 03 de abril de 2014, para homenagear as vítimas. O ato foi celebrado por religiosos de várias congregações no canteiro central da Avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul, mesmo local do acidente. Parentes e amigos das vítimas participaram da homenagem.

Foto: Mário Oliveira
Foto: Mário Oliveira

Painel com nomes e fotos de vítimas foi colocado no local do acidente.

(Foto: Reprodução/TV Amazonas)
(Foto: Reprodução/TV Amazonas)

As famílias das vítimas entraram com processo contra o Consórcio Manaus Etacom, responsável pelo veículo, após divulgação do laudo do Instituto de Criminalista (IC), que confirmou que motorista da caçamba estava sob efeito de álcool e cocaína no momento do acidente.

Conversando com familiares das vítimas, alguns descrevem a saudade  como uma dor no coração indescritível, outros dizem sentir uma sensação de vazio como se a alma estivesse despedaçada, há aqueles também que custam a querer acreditar no que aconteceu, perder um ente querido significa um dos momentos mais difíceis da existência humana.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close