“Vamos fortalecer o turismo em favor do comércio e serviços”, garantiu Chico Preto O candidato a vice-governador do Estado pela coligação Renova Amazonas, Chico Preto (PMN), afirmou nesta terça-feira (18), que ele e o candidato ao governo David Almeida (PSB) vão trabalhar pelo fortalecimento das potencialidades do turismo amazonense, em favor do segmento de comércio e serviços, dentre eles, bares, restaurantes e hotéis. Disse, ainda, que está no Plano de Governo a meta de reduzir de 120 dias para apenas dez o tempo do processo de criação e regularização dos novos negócios no Amazonas.

A afirmação de Chico se deu durante o evento “Diálogo do setor e comércio e serviços com os candidatos ao Governo do Estado do Amazonas”, realizado pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços, no Restaurante Bom Prato, Zona Norte.

No bate-papo com os empresários, Chico disse que, dentro do Plano de Governo da coligação Renova Amazonas, o fortalecimento do setor se complementa com a busca pela desburocratização, na relação Estado e empresas, a simplificação tributária, capacitação de empreendedorismo e a devolução da Agência de Fomentos do Estado do Amazonas (Afeam). “Nós não podemos ter uma carga tributária muito alta para quem gera empregos, nem muitas obrigações burocráticas na relação com o Estado.

Nós precisamos incentivar a abertura de novos negócios, como os do ramo de alimentação, que hoje, no Amazonas, são responsáveis por, aproximadamente, 100 mil empregos diretos, conforme dados da Abrasel”, disse o candidato a vice-governador Chico Preto. Chico disse, também, aos empresários que, além de desburocratizar e simplificar a legislação tributária, ele e David vão fazer o Estado trabalhar pela formulação de um plano estadual de turismo e fomentar as potencialidades do setor em cada um dos municípios que têm reconhecimento.

Para começar, dentro do Plano de Governo, ele explicou que consta o Projetur, que é um programa para gerar empregos com as atividades de turismo no Amazonas. Para o candidato a vice-governador pela coligação Renova Amazonas, na falta de uma política de turismo consistente, o Estado perde a oportunidade de desenvolver essa matriz econômica. Como exemplo de política que atrai o turista, ele citou a do país vizinho Peru, que tem levado o que o país tem de mais interessante para o mundo, de formas diferentes, como um documentário lançado recentemente pela plataforma Netflix. “O Amazonas é um estado rico em atrações turísticas naturais.

O Estado do Amazonas possui o maior volume de floresta preservada do bioma Amazônia. Além das festas tradicionais em municípios, como o Festival Folclórico de Parintins; a Festa do Guaraná, em Maués; e o Festival Internacional das Tribos, em Tabatinga. Nós temos potencialidades como o turismo étnico, que pode ser trabalhado em São Gabriel da Cachoeira, e o turismo de aventura na Amazônia, nos arredores de Manaus e em tantas outras regiões fantásticas do Amazonas, como a Serra do Acará, em Barcelos”, pontou Chico Preto.

COMPARTILHAR