Urucará é um município brasileiro do interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à Mesorregião do Centro Amazonense e Microrregião de Parintins, está situado ao leste de Manaus, capital do estado. Sua população, de acordo com estimativas de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), é de 17 065 habitantes.

História

Denominação de “Urucará”, provém da fusão de dois vocábulos indígenas: “Uru” e “Cará”, que significam respectivamente “cesto de palha” e “inhame”.

Geografia

Situado na Região do Baixo Amazonas. Distante de Manaus por 270 km em linha reta e 281 por via fluvial. Sua população estimada em 2009 era de 15.780 habitantes. Localizada na 9ª sub-região Baixo Amazonas, Urucará está a 27 m acima do nível do mar, e sua temperatura média anual gira em torno de 30 °C. Seus 15.780 habitantes (dados de 2009) distribuem-se por 27.905 km² de área. Limita-se com os municípios de: Nhamundá, Urucurituba, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Presidente Figueiredo, Itacoatiara e Silves.

Esportes

O município tem um torneio distrital muito bem concorrido, seus maiores clubes de futebol são União Esportiva Católica e Urucará Atlético Clube,Juventus Futebol Clube, os torneios relacionados a futebol são disputados no Estádio Municipal Pedro Falabella, o chamado de “Falabelão”. FLERS Esporte Clube dos professores da Escola Sheila no Comprido.

Para outros esportes o múnicipio contra com dois Ginásio Poliesportivo, que servem também para eventos, um no bairro de São Pedro e outro no Distrito do Catanhal.

O município sempre se destaca em competições regionais, como a Copa dos Rios, que é o principal torneio entre seleções municipais do Amazonas; além disso, o Município é um dos mais representativos do Polo nos Jogos Escolares do Amazonas(JEA’S).

Economia

Sua produção agrícola é baseada no cultivo de mandioca, cacau, maracujá, banana, guaraná, milho e feijão.

O município de Urucará se destaca na produtividade do guaraná em relação às demais localidades produtoras no Estado por produzir guaraná com certificação internacional. Urucará desponta como pioneiro na cultura do guaraná certificado organicamente na região Norte e que possivelmente seja o único do Brasil a partir do momento que a cultura do guaraná, para fins comerciais, é quase essencialmente no Amazonas.Das 9 toneladas de guaraná orgânico produzido em Urucará, safra 2006/2007, 80% foi exportada para o exterior, principalmente para países como França, Itália Alemanha.

A pecuária é representada principalmente por criação e rebanhos bovinos e suínos, com produção de carne e de leite destinada ao consumo local.

A pesca é praticada de forma artesanal.

Destaca-se na extração de palha branca, cipó titica, madeirae o artesanato cerâmica que é exportada principalmente para Itália.

No município à exploração do calcário agrícola há quase três décadas na mina de Jatapu. Com uma reserva estimada inicialmente em 1,7 milhão de toneladas do minério nos tipos empregados na agricultura, a mina tem potencial para tornar o Estado do Amazonas autossuficiente na produção para o consumo interno e convertê-lo em um dos principais polos de comercialização para o mercado brasileiro. Em Urucará encontram-se também grandes reservas minerais de cassiterita e bauxita.

Cultura e sociedade

Festas populares

São cinco as festas populares realizadas em Urucará, a saber: Festa da padroeira Sant’Ana (realizada em julho), Festa do aniversário da cidade (12 de maio), Festa do Divino Espírito Santo (maio e junho), Festival de Quadrilha de Urucará (julho), Festa de Nossa Senhora de Aparecida (3 a 12 de outubro).

Datas

  • Aniversário: 12 de maio
  • Festa do Divino Espírito Santo: 30 de maio a 8 de junho
  • Festival de Verão: 5 a 7 de novembro

COMPARTILHAR