Foto: portaldoamazonas.com

Pesquisadores afirma que os diamantes que mostram inclusões de peridotitos tem idade entre dois a três bilhões de anos, os mais velhos encontrados são de 3.2 bilhões de anos.

Eles eram usados na Idade Média apenas por homens, mas, para a felicidade das Mulheres o arquiduque Maximiliano I ofereceu à sua amada uma joia como presente de casamento. Logo,o diamante se tornou um símbolo do amor eterno entre os casais.

Os Diamantes bons são raros e muito mais difíceis de serem encontrados. Em média, um milhão de diamantes são extraídos até que se encontre um exemplar com pelo menos 1ct que possa ser usado na joalheria.

Ele ficam abaixo da superfície, as pesquisas para encontrar grandes depósitos são caras e levam anos e anos. E para conseguir retira-los do fundo da terra, é necessário muito trabalho e investimento.

Portanto, aquele diamante  embutido no  anel que você ganhou , provavelmente durará pelo menos enquanto a Terra existir. Isso é o que diz mineralogista Rainer Guttler  que é  professora da Universidade de São Paulo.

“Como são os minerais mais resistentes do planeta, eles só podem ser derretidos quando expostos a uma temperatura de 5.500 ºC”.” Declarou a mineralogia.

A atmosfera terrestre nunca chegará nessas condições, mesmo que um enorme meteoro se chocasse contra o nosso planeta e eliminasse todas as formas de vida.

“Eles só seriam derretidos se, um dia, a Terra entrasse literalmente dentro do Sol, que tem a temperatura de 5.800 ºC”, diz Rainer.

Mas, segundo alguns  astrônomos, a Terra pode entrar dentro do Sol daqui a 7,5 bilhões de anos, quando a estrela estiver próximo da morte.

No entanto os diamantes não serão aniquilados. “É que quando isso ocorrer, a temperatura do Sol terá baixado para cerca de 3.000 ºC”, diz o astrônomo Enos Picazzio, da USP.

Resumindo:  Quando a Terra chegar a ter uma atmosfera tão densa e quente quanto a de Mercúrio, alguns pequenos diamantes poderão ser encontrados por lá.

COMPARTILHAR