Seinfra assina Termo de Cooperação com a UGPE para melhorar ações administrativas e de fiscalização das obras no AM

Com o objetivo de realizar a modernização de equipamentos e o aprimoramento do quadro técnico da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) firmou, nesta semana, um termo de cooperação técnica que prevê a liberação de recursos na ordem de R$ 3,5 milhões, oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com esse apoio, a Seinfra vai fazer aquisição de máquinas e equipamentos para serem utilizados em atividades administrativas e de campo referentes à execução e fiscalização de obras no Estado.

 

As responsabilidades da Seinfra decorrentes de ações de intervenção na realização e fiscalização de obras exigem estruturas adequadas para o cumprimento de sua missão institucional. Com a demanda de obras retomadas e reiniciadas no Estado, verificou-se a necessidade da aquisição de equipamentos em geral e de tecnologia da informação, mobiliários, material bibliográfico, capacitação e treinamento para ampliar o suporte técnico e sistemático de suas atividades região.

 

“Com essa parceria poderemos efetivamente colocar em prática o nosso plano de ação para o fortalecimento da nossa secretaria, pois teremos a oportunidade de adquirir todo o material necessário para que todas as nossas atividades sejam realizadas dentro dos padrões esperados pela sociedade”, ponderou o titular da Seinfra, Carlos Henrique Lima.

 

Equipamentos – Por meio do termo, serão adquiridos para a Seinfra trenas digitais, computadores nos modelos notebook e torre, scanners, servidores e nobreaks, licenças e softwares de GPS, e um aplicativo de avaliação de imóveis, bem como um drone para ajudar na fiscalização das obras.

 

“A Seinfra tem um relacionamento com a UGPE e o Prosamim e, além disso, tem um importante papel, porque conduz as obras no Estado do Amazonas. E, na reforma administrativa, o desenho é que a UGPE seja vinculada à Seinfra, e é oportuno esse termo de cooperação porque a Seinfra precisa modernizar seu parque tecnológico com aparelhos e equipamentos, e a equipe precisa cada vez mais ser treinada para atuar nas frentes de trabalho”, enfatizou o coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo.

 

Um dos objetivos a ser alcançado pela Seinfra é apoiar o acesso na elaboração de projetos e fiscalização das obras a serem executadas no âmbito da revitalização dos Igarapés de Manaus, de forma a aprimorar a interação entre as demandas da UGPE, da Seinfra e a comunidade nas áreas de abrangência do Prosamim.

Close