FOTO: VALDO LEÃO/SECOM

As obras de recuperação e melhorias nos ramais Procópio, ZF9 e Baixo Rio, em Rio Preto da Eva, município a 80 quilômetros de distância de Manaus, continuam em ritmo intenso. Nos três ramais, a pista principal é feita com pavimento em asfalto, possui 5 metros de largura e 1,5 metro de acostamento.

Essa ação, realizada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), faz parte do pacote de obras de recuperação e recapeamento de estradas e ramais programado pelo Governo do Amazonas e contempla várias cidades do interior.

No ramal Procópio, com 18,92 quilômetros de extensão, localizado no km 112 da rodovia AM-010 (Manaus/Itacoatiara), a pavimentação em asfalto encontra-se concluída. Atualmente, o ramal recebe os serviços de implantação de sarjetas e drenagem profunda, bem como receberá a sinalização vertical e horizontal em todo o trecho.

O agricultor Paulo Souza, 38, morador há 30 anos do ramal Procópio, trabalha no plantio de banana, mamão, laranja e hortaliças em seu sítio.  “Essa obra de recuperação é de grande importância para a comunidade e ajuda a aumentar o escoamento da nossa produção”, afirma. 

Cláudio Ferreira, 41, trabalha como motorista de transporte escolar. Ele diz que antes da obra o ramal chegava a ter trechos intransitáveis. “É um sonho realizado. Já está sendo maravilhoso ter o asfalto passando na porta de casa. Podemos trafegar todos os dias, tranquilamente, pelo ramal, levando as crianças para a escola todos os dias e ver a nossa produção de laranja escoar para outros municípios. Agradeço ao governo do estado por ter tornado esse sonho uma realidade para essa comunidade”, ressaltou Cláudio.

O ramal ZF9, com 21,64 quilômetros de extensão, localizado no km 104 da estrada, também já está com a pavimentação e sinalização horizontal concluída. Atualmente, a equipe realiza os trabalhos de drenagem superficial (sarjeta).

De acordo com o agricultor Fernando Adolfo, 50, e vice-presidente da Associação de Produtores Rurais da Comunidade José Lindoso (Asprolin), essa obra é de grande importância para o local, tendo em vista ser o ramal onde mais se produz banana na região dentre os três citados.

Fernando, que também tem comércio no ramal, mora no local há 20 anos. “Antes da recuperação da estrada, durante o período de chuvas, era impossível trafegar e, consequentemente, escoar a produção da comunidade, pois os caminhões ficavam atolados. Com a pavimentação, agora os produtores conseguem escoar a produção de banana três vezes por semana, saindo até 13 toneladas em cada caminhão, sendo três caminhões e 10 carros tipo saveiro. Além disso, agora temos também a possibilidade da presença da ronda da Polícia Militar, o que nos deixa mais tranquilos”, afirma o agricultor.

E o ramal Baixo Rio, com 13,66 quilômetros de extensão, localizado no km 87, também já se encontra com a pavimentação concluída e sinalização horizontal. A frente de trabalho realiza os serviços de sarjetas, bem como realizará a implantação da sinalização vertical em breve.

Essas obras irão beneficiar agricultores e moradores dos três ramais e adjacências que atuam no setor da agricultura e piscicultura. Também ajudará a aumentar o escoamento da produção de laranja, banana, mamão e demais frutas e hortaliças cultivadas ao longo dos ramais, que abastecem Rio Preto da Eva e a capital Manaus.

COMPARTILHAR