Primeiro Festival do Núcleo de base do Ctara reúne mais de 600 alunos

A Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) realizou, no sábado (31/08), nas quadras da Vila Olímpica de Manaus, no bairro Dom Pedro, zona centro oeste, as finais do 1º Festival do Núcleo de Base do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (Ctara). As disputas ocorreram no Judô, Tênis de Mesa, Voleibol, Handebol e Futsal. O festival, que começou na última segunda-feira (26/08), contou com mais de 600 participantes.

As escolinhas de iniciação esportiva, que fazem parte do Núcleo de Base do Ctara, atendem crianças e adolescentes, de segunda a sexta-feira, tanto no turno matutino quanto no vespertino. Segundo o coordenador da atividade, Tadeu Picanço, as partidas corresponderam a um momento de confraternização e, também, foram um teste sobre participação em competições para os inscritos.

“Nós sabemos o quão importante é a prática esportiva, portanto, levamos todo conhecimento para os alunos que se inscreveram para aprender um esporte. Quem se dedica e treina, quer testar seus conhecimentos, e hoje o dia foi para isso, além de proporcionar interação entre os atletas”.

Torcida da família – O casal Diana Carolina e John Jairo esteve nas quadras para prestigiar a filha, Danna Valéria, 15, que faz parte da escolinha de voleibol. Diana achou interessante a iniciativa da Sejel de promover essa atividade, que, segundo ela, foi uma oportunidade para conhecer o espaço que Danna frequenta, os professores e treinadores e os amigos da filha.

“Nós trabalhamos a semana inteira, portanto, não temos como acompanhar nossa filha. Hoje, conheci quem são as pessoas que estão aqui com ela sempre e estou bem satisfeita. Para nós, foi um grande programa em família. Ficamos de fora torcendo, e ela fazendo que gosta, que é jogar voleibol”, contou Diana.

No esporte há quatro anos, Danna estava feliz com a presença dos pais e avaliou positivamente o festival. “Achei muito legal. É um incentivo a mais para nós que gostamos de esporte. Espero que tenhamos mais, afinal, a gente consegue colocar em prática tudo o que aprendemos”, finalizou.

 
 
 
Close