Governo do Amazonas apresenta ao BID resultados do ProsaiMaués, cujas obras serão entregues este mês

O Governo do Amazonas, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), realiza, na terça e quarta-feira (8 e 9 de outubro), o Seminário de Encerramento do Programa de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués), evento que apresentará ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o resultados dos investimentos realizados pelo programa em Maués (a 270 quilômetros de Manaus).

O seminário acontece na sede do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifam) de Maués e contará com a presença do vice-governador, Carlos Almeida, além de representantes do BID, da Prefeitura do Município e da população. As obras realizadas por meio do programa serão inauguradas pelo governador Wilson Lima no dia 19 de outubro, cerca de seis anos depois do contrato firmado com o BID.

“No próximo dia 19, o governador Wilson Lima inaugura o ProsaiMaués, um investimento social e ambiental que valoriza as pessoas, cuida do meio ambiente e leva qualidade de vida à população”, destaca Carlos Almeida. Segundo ele, diante dos resultados positivos em Maués, o Governo do Amazonas já planeja levar o programa para outros municípios e, em Manaus, o Prosamim também deve ser ampliado.

Balanço – O seminário de encerramento do ProsaiMaués faz parte de uma cláusula contratual do empréstimo 2013/2846/OC-BR (BR-L 1314) do Governo do Amazonas com o BID. Além da apresentação do balanço das intervenções no município, serão abordadas, no evento, as boas práticas, desafios e experiências durante o desenvolvimento das ações.

Participam do evento consultores do BID, técnicos do Governo do Estado e da Prefeitura de Maués, além de representantes da população beneficiada pelas obras do ProsaiMaués, que vão expor suas impressões sobre a execução das obras e o acompanhamento social no processo de reassentamento.

O ProsaiMaués buscou solucionar problemas de saneamento básico, urbanísticos e socioambientais que afetavam a qualidade de vida da população de Maués. Entre as metas do programa estão a redução do número de famílias que viviam sob o risco de inundações e melhorias no serviço de esgotamento e de abastecimento de água potável para a população urbana e comunidades indígenas. Com o programa, a expectativa é, ainda, fomentar o turismo e o desenvolver a economia através das obras de infraestrutura.

O investimento no ProsaiMaués foi de US$ 35 milhões, sendo US$ 24,5 milhões do BID e US$ 10,5 milhões de contrapartida do Governo do Estado. O programa foi executado pela UGPE, vinculada à Secretaria da Região Metropolitana de Manaus (SRMM), em parceria com a Prefeitura de Maués, e contemplou a urbanização das lagoas do Maresia e do Prata, obras de construção e recuperação para captação, armazenamento e distribuição de água e obras direcionadas para a recuperação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e da rede de esgoto do município.

Obras de saneamento – O ProsaiMaués construiu mais de 18 mil metros de rede de coleta de esgoto e recuperou outros 13 mil metros de redes já existentes, que se encontravam danificadas e assoreadas. O programa também recuperou uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), equipando com equipamentos necessários para coletar e tratar o esgoto de mais de 50% das residências do município.

Por meio do ProsaiMaués, foram construídos sete poços (sendo seis de 80m e um de 60 m) para captação de água potável para a população que reside na área urbana do município. Foram construídos, ainda, reservatórios de água nos bairros do Ramalho Junior, Santa Luzia e Maresia. Através dessas obras, o programa expandiu a capacidade de armazenamento de água do município em sete vezes, saltando de 227m³ para 1.700m³ de capacidade de armazenamento.

Água potável para indígenas – O Governo também construiu, com o ProsaiMaués, 13 poços artesianos com sistema movido a energia solar. A obra buscou solucionar problemas de abastecimento de água potável em áreas rurais e nas comunidades indígenas da região, no período de seca, época em que o nível da água dos rios baixa e acaba dificultando o abastecimento devido à distância e a qualidade da água com os níveis baixos do rio Maués Açu.

Intervenções urbanísticas – Com o ProsaiMaués, foi revitalizado o entorno das Lagoas do Prata e do Maresia, que ganharam ambientes dotados de equipamentos públicos como áreas de caminhada, academia ao ar livre e quadras para a prática de esportes. Na a Lagoa da Maresia, que fica na orla do município, as intervenções criaram uma nova paisagem, agregando mais atrativos turísticos ao para Maués, conhecida como a “terra do guaraná”.

Reassentamentos – Na área social, o programa beneficiou mais de 200 famílias que viviam sob o risco de contaminação em áreas alagadiças e demais problemas ocasionados pelo lixo e esgoto a céu aberto. As famílias mudaram da condição de degradação socioambiental para locais com opções de moradias seguras e dotados de infraestrutura adequada.

Close