Nomeada como secretária executiva do Fundo de Promoção Social (FPS) nesta sexta-feira, 10, a jornalista Liliane Araújo disse que o momento é de trabalhar para fazer o Amazonas avançar em projetos sociais que vão melhorar a qualidade de vida da população. O fundo tem como presidente de honra, Mônica Mendes.

“Fiquei feliz de ver que minhas propostas apresentadas ao longo da minha vida política tiveram reconhecimento do governador Amazonino Mendes ao ponto de fazê-lo me convidar para integrar sua equipe de governo. Penso que o momento é de trabalhar. É preciso descer do palanque para fazer o Amazonas crescer”, pontuou a jornalista.

Liliane destacou, ainda, que a atual gestão estadual está trabalhando com foco em resultados efetivos sem considerar questões partidárias. “Continuo sem partido e, neste momento, estou preocupada em dar o melhor de mim nessa função. Vi no atual governo boa vontade política de fazer o Amazonas dá certo, respeitando sempre as convicções dos membros do seu governo”, observou.

A nova secretária executiva do Fundo de Promoção Social afirmou, também, que interesses pessoais ficam de lado quando o mais importante é realizar ações para desenvolver a capital e interior do Estado, como:  criar mais empregos para a juventude; melhorar a assistência médica; oferecer um ensino cada vez melhor e competitivo; e diversificar a economia  para acelerar o combate à pobreza. “Trabalhar para servir cada vez melhor o povo, é isso que interessa agora”, completou Liliane.

O FPS

O Fundo de Promoção Social foi criado pela lei 3.584 de 29 de dezembro de 2010, é um fundo público, de natureza financeira, vinculado à casa civil. A instituição tem como finalidade promover o desenvolvimento da cidadania e a busca da equidade social e econômica através de três ações prioritárias.

As ações de interesse do FPS são a aplicação de recursos financeiros em projetos sociais de interesse e elaborados por Organizações da Sociedade Civil (OSCs), sendo selecionados através de Edital; destinação de recursos a projetos relacionados às metas do governo (redução da pobreza; o combate à fome, ao desemprego e diminuição das desigualdades; combate a exploração sexual de crianças e adolescentes e melhoria da qualidade de vida de idosos e pessoas com deficiência.

Dentro das diretrizes do fundo, a instituição apoia projetos complementares às ações do governo do Estado, tendo como valores:  parceria; humanização; compromisso; ética; respeito; igualdade; transparência e  sustentabilidade.

Com informações da assessoria

COMPARTILHAR