Fotos: Dhyeizo Lemos e Erick Miranda
A diligência realizada pela Comissão de Infraestrutura do Senado, que conta com o apoio da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), articulado pelo presidente do Poder Legislativo, deputado David Almeida, na rodovia federal que liga Manaus a Porto Velho (RO), a BR-319 confirma que a estrada é trafegável nos dois primeiros meses do período chuvoso no Estado do Amazonas, apesar de ainda não ser asfaltada no chamado “trecho do meio”.
Iniciada na segunda-feira (15) com saída de Porto Velho a Humaitá, a terceira diligência do Senado aconteceu dois meses depois da caravana da Aleam BR-319/230, que ocorreu na segunda quinzena de novembro, sob a liderança do deputado David Almeida.
Desta vez a diligência do Senado percorreu cerca de 210 quilômetros sobre estrada completamente asfaltada, de Porto Velho a Humaitá. Depois do pernoite na cidade do sul do Amazonas, a comitiva seguiu rumo a Manaus sobre o trecho conhecido como o “meião”, uma extensão de mais de 400 quilômetros, onde o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) não pode asfaltar, mas tem a permissão de realizar obras de manutenção da trafegabilidade da estrada.
Um dos representantes da Aleam na diligência do  Senado, que também esteve na caravana da Aleam, o deputado Platiny Soares, disse que foi possível constatar que em pleno inverno amazônico está mantida a trafegabilidade da rodovia federal. “Nesse período, no mês de janeiro ficava muito crítica a situação e hoje nós pudemos ver máquinas trabalhando para manter uma condição mínima da rodovia”, avaliou o parlamentar.
Platiny observou ainda que, além das frentes de obras do Dnit, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) tem controlado o tráfego de caminhões de carga com o limite máximo de 15 toneladas no período de chuvas. “A PRF também tem feito um trabalho de filtro na rodovia até onde ela suporta. E isso é uma construção. É um trabalho que veio evoluindo e hoje conseguimos manter a trafegabilidade praticamente o ano todo. Pelo que vimos, acho que esse ano será o primeiro ano após 28 anos que nós conseguiremos tráfego na BR-319 o ano todo, novamente”, avaliou o deputado.
O senador Acir Gurgacz disse que a incidência de chuvas no mês dezembro e janeiro foram muito fortes sobre a região da BR-319. Com dois dias de Sol na região, antes da diligência, ele observou que foi possível ver a estrada com condições de tráfego, resultado do trabalho de manutenção realizado pelo Dnit.
A expedição na BR-319 que contou com a participação da PRF, Dnit, Ibama, ICMBio passou também pelo entroncamento da rodovia federal com a estrada estadual AM-364 que dá acesso à Manicoré. Nessa parada o prefeito do município, Sabá Medeiros, entregou um requerimento ao senador Acir Gurgacz solicitando ao Congresso ajuda para que a estrada volte a ser a rodovia federal BR-174. “Quando ela era federal nós tínhamos o apoio do governo federal para pelo menos manter obras de manutenção, mas agora não temos esse apoio. Nós precisamos que ela retorne a ser uma BR para que possamos ter apoio do Dnit”, disse o prefeito de Manicoré.
COMPARTILHAR