UGPE apresenta os projetos do Prosamin+ ao vice-prefeito e secretário de Obras, Marcos Rotta, alinhando ações para Manaus

Para o vice-prefeito, a nova etapa do Prosamin+ se supera, pelas soluções urbanísticas planejadas para Manaus

 O coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), engenheiro civil Marcellus Campêlo, apresentou nesta quinta-feira (02/11) ao vice-prefeito Marcos Rotta o projeto do novo Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+), que acaba de ter o financiamento de 80 milhões de dólares aprovado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O alinhamento entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura no planejamento das obras para a cidade de Manaus, evitando a duplicidade e o desperdício de recursos, foi o tom da reunião na Secretaria Municipal de Obras (Seminf).

Marcos Rotta elogiou o projeto e disse que a apresentação prévia aos órgãos municipais é inédita e evita erros do passado. Para o vice-prefeito, que também é secretário de Obras do município, a nova etapa do Prosamim+ é melhor que as outras, por trazer melhores soluções urbanísticas para Manaus.

“Nós estamos hoje recebendo aqui nosso companheiro Marcellus Campêlo, num momento histórico e inédito para Prefeitura e para o Governo do Estado. Recebendo de antemão todas as informações do Prosamin+, para que a gente possa evitar dissabores que nós tivemos no passado, onde a Prefeitura realizava algum tipo de operação e outras operações eram feitas e acabava se perdendo dinheiro público. Acho que essa parceria vai se traduzir, e já está se traduzindo, em ganhos reais para a cidade. Acho que assim, em parceria, com respeito e com responsabilidade, nós vamos melhorar Manaus e vamos desenhar a Manaus que todos nós queremos,” disse o vice-prefeito.

Marcellus Campêlo apresentou as inovações do novo programa, que traz um olhar ainda mais forte para questões ambientais e sociais. Conforme explicou, o novo Prosamin+ vai deslocar o eixo das intervenções de infraestrutura e requalificação urbanística, pela primeira vez, para a zona leste e, futuramente, na fase de expansão, para o interior do estado.  O programa também amplia o ambiente de inclusão, promovendo a diversidade de gênero e atenção especial aos grupos mais vulneráveis, como as mulheres.

Essa é a primeira vez que os projetos são entregues aos órgãos municipais antes mesmo de iniciarem as obras, para permitir aos órgãos envolvidos nas várias etapas de execução, que conheçam mais detalhadamente as intervenções que serão realizadas pelo Governo do Amazonas, nas áreas de abrangência do programa.

De acordo com Marcellus Campêlo, a medida segue orientação do governador Wilson Lima, para que a nova etapa do programa seja acompanhada de perto pela Prefeitura de Manaus. O Prosamin+ vai levar urbanização, saneamento básico e moradia segura para moradores de áreas de risco, numa extensão de 340 mil m², entre as zonas sul e leste de Manaus.

“Estamos cumprindo uma etapa importante, e até então inédita, para a execução do Prosamin+. Apresentamos aos órgãos da Prefeitura de Manaus, antes mesmo de iniciarem as obras, os projetos previstos no programa, promovendo o diálogo e o estreitamento institucional entre os poderes”, disse o coordenador.

Coloque

Na semana passada, Campêlo esteve na Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), na Casa Civil, na Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), secretarias municipais da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), e Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU). As visitas devem prosseguir nos demais órgãos.

O novo Prosamin+ tem recursos de aproximadamente R$ 542 milhões resultantes de financiamento do BID e contrapartida do Estado. O programa vai executar obras de infraestrutura, saneamento básico, urbanismo, habitação e recuperação ambiental nos bairros do Japiim, Coroado, Distrito Industrial e Armando Mendes.

Estima-se que mais 60 mil pessoas serão diretamente beneficiadas na nova fase, seja com habitação segura ou com a coleta e tratamento de esgoto e água tratada, construção de parques, de novas vias, drenagem, reflorestamento e recuperação dos canais de igarapés.

Sobre a UGPE – A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) é um órgão do Governo do Amazonas. Tem por missão planejar e executar políticas públicas voltadas à promoção de melhorias nas áreas de saneamento básico, urbanismo e socioambiental.

A UGPE executa os projetos de implantação do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e Interior (Prosamin+). Com as obras do Prosamin+, o objetivo é contribuir, de forma sustentável, para a melhoria dos problemas socioambientais e urbanísticos da população residente nas áreas de abrangência.

Coloque

Related Articles

Close