TSE: mil contas de aplicativos foram banidas por disparos em massa

Conduta é proibida no processo eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou hoje (19) que mais de mil contas do aplicativo WhatsApp foram banidas por suspeitas de disparo em massa, conduta proibida no processo eleitoral. O banimento foi realizado após o tribunal receber denúncias de disseminação de conteúdos falsos durante o primeiro turno das eleições municipais.

Segundo o TSE, entre 27 de setembro e 15 de novembro, 4.630 denúncias foram encaminhas à plataforma para verificação de violação dos termos de serviço do aplicativo.

No início da campanha, o tribunal lançou uma plataforma de denúncias. Para informar sobre mensagens suspeitas, basta preencher um formulário, que está disponível no site do TSE.

O segundo turno das eleições será realizado no dia 29 de novembro. O pleito ocorrerá em 57 cidades espalhadas pelo país, das quais 18 são capitais.

Por André Richter

Close