Rede municipal já realizou mais de 56 mil testes de Covid-19

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e os Centros Municipais de Testagem para Covid-19 realizaram 56.923 testes rápidos de antígeno para Covid-19, entre o período de 3 a 20/1, de acordo com balanço parcial divulgado pela Prefeitura de Manaus. Do total de exames realizados, 51,5% tiveram resultado positivo, o que corresponde a 29.346 pessoas diagnosticadas com a doença.

Os dados, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), referem-se a informações de produção das UBSs no período de 3 a 20 de janeiro e ao total de exames realizados nos dois espaços descentralizados de testagem desde que as unidades entraram em operação: a do Studio 5 Centro de Convenções, no Japiim, na zona Sul, no dia 12, e do Centro de Convenções Vasco Vasques, em Flores, zona Centro-Sul, em parceria com o governo do Amazonas, no último dia 19.

Dos testes notificados até o momento, 25,5 mil foram realizados no Studio 5. Outros 24,7 mil foram coletados nas unidades de saúde da rede básica municipal onde o serviço é oferecido e em pontos de coleta temporários. E 6,6 mil foram feitos no Centro de Convenções Vasco Vasques.

As unidades com maior número de testes processados foram as do Distrito de Saúde (Disa) Norte, onde foram feitos 7,9 mil exames, seguidas das do Disa Oeste (6,6 mil testes) e Leste (6,4 mil). Nas unidades do Disa Sul foram realizados 1,6 mil testes e nas do Disa Rural, 524. Os números não incluem a produção dos centros de testagem. Os locais com oferta de testes para Covid-19 podem ser consultados no link https://bit.ly/ubscovidmanaus.

Providências

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, destaca que o acompanhamento das informações da rede de atenção básica é importante para a definição de estratégias para prevenção e controle das síndromes gripais durante o período sazonal e, em especial, neste momento de expansão dos casos de Covid-19.

“O prefeito David Almeida não tem medido esforços para garantir atenção primária às pessoas com sintomas gripais, adotando todas as medidas possíveis para reduzir os riscos de adoecimento e agravamento dos casos na capital”, pontua a secretária.

Shádia ressalta que os 436 profissionais classificados no chamamento público começam a trabalhar nas unidades de maior demanda e déficit de pessoal já na próxima semana, e que a Semsa também está ampliando os estoques de medicamentos, testes e insumos, para garantir que todas as unidades sigam abastecidas.

A expectativa dos especialistas, segundo a secretária, é que os casos de Covid-19 comecem a diminuir no mês de fevereiro e até lá, a recomendação é que todos os cuidados para a prevenção das síndromes respiratórias sejam reforçados e que todos completem seu esquema vacinal. “Estamos em uma situação crítica, que só será vencida com o empenho de todos, e isso inclui cada cidadão”, conclui.

Related Articles

Check Also

Close
Close