Polícia Civil reordena distribuição de gasolina e gera economia de mais de R$ 700 mil para o Governo do Amazonas

De acordo com a delegada-geral Emília Ferraz, o valor engloba as mudanças implementadas tanto no interior do estado quanto na capital

De fevereiro a junho deste ano, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) gerou uma economia de mais de R$ 700 mil aos cofres do Governo do Estado, conforme levantamento realizado neste mês pela Gerência de Transportes (Getran), após reordenar a distribuição de gasolina na instituição.

 De acordo com a delegada-geral, essa economia foi possível graças à implementação da Controladoria Administrativa e Financeira (CAF) na PC-AM. “Desde que recebemos a missão do governador Wilson Lima para conduzirmos a instituição, sentimos a necessidade de reorganizar determinados setores e ações. Com a criação da CAF, conseguimos detectar em quais pontos poderíamos reduzir custos sem afetar o nosso desempenho, que foi o caso da redistribuição da gasolina”, comenta Emília.

O levantamento da Getran aponta, que entre fevereiro e junho de 2019, a instituição aplicou R$ 1.942.609,69, em gasolina nas viaturas da capital. Já no mesmo período de 2020, o valor aplicado foi de R$ 1.380.943,64. A comparação entre os dois valores indica uma economia total, no período em questão, de R$ 561.666,05.

Já no que diz respeito ao interior do estado, o levantamento mostra que, de fevereiro a junho de 2019, foram gastos com gasolina R$ 667.185,44. Em 2020, no mesmo período, foram gastos R$ 448.215,43. Na comparação entre os valores, a economia gerada foi de R$ 218.970, 01.

“Entendemos que o mundo está passando por uma crise, e o setor da economia é um dos mais atingidos. Se cada um de nós fizer a sua parte, com transparência e compromisso, as coisas poderão voltar ao normal, em breve. A Polícia Civil está fazendo a parte que lhe cabe. Segue nas ruas do estado, combativa e prestando à sociedade um serviço de excelência”, finaliza a delegada-geral.

Close