Os números foram divulgados nesta terça-feira (15/09), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) realizou o curso de mecanização agrícola na vila de Canumã, em Borba (a 151 quilômetros de Manaus) para integrantes da Associação de Produtores Rurais de Canumã, na primeira quinzena de setembro. O curso teve a participação de 26 produtores rurais, que receberam também uma patrulha agrícola, composta de um trator e um microtrator, com recursos liberados pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e em parceria com o Idam.

Com o apoio do Idam, a vila de Canumã, maior comunidade do município de Borba, vem expandindo sua produção agrícola, primariamente focada no cultivo da mandioca, para incluir também o plantio de açaí. “Essas máquinas vão mecanizar as áreas em que será cultivado o açaí, o que vai dar em torno de mais ou menos 100 hectares de áreas plantadas”, disse o extensionista Luiz Alberto Platini, que esteve em Canumã para capacitar os produtores no uso correto dos equipamentos.

O maquinário agrícola promete também ampliar a produção de mandioca na região, que já conta com uma casa de farinha. “Com o uso da mecanização, eles vão conseguir produzir aproximadamente 25 toneladas de raiz para cada hectare de mandioca plantada”, disse Platini.

O projeto foi idealizado pela Unidade Local do Idam em Borba, com o apoio da Unidade Local em Nova Olinda, e faz parte da iniciativa do Idam de expandir a mecanização no estado do Amazonas, levando maquinário agrícola e capacitação a comunidades e associações de produtores rurais por todo o estado.

Benjamin Constant – Ainda neste mês, entre os dias 21 e 26, o mesmo curso de capacitação será levado ao município de Benjamin Constant (a 1.121 quilômetros da capital) e terá a participação de cerca de 20 produtores rurais.

Close