Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada no Amazonas

Com o objetivo de motivar a comunidade escolar do Amazonas para participação na Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro”, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lançou oficialmente na terça-feira (15) a edição 2016 da competição educativa nacional.

ama

O lançamento e instruções sobre o regulamento foram divulgados de forma oficial pelo secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, em reunião com professores no auditório do Centro de Formação Padre José de Anchieta (Cepan), localizado no bairro Japiim 2, zona sul de Manaus.

Com o tema “O lugar onde vivo”, a olimpíada chega à sua 5ª edição, sendo uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC) e da Fundação Itaú Social, com a Coordenação Técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e no Amazonas, conta com a parceria da Seduc.

As inscrições para a competição educativa já estão abertas e poderão ser feitas até o dia 30 de abril por meio do sitewww.escrevendoofuturo.org.br. Poderão participar professores das redes públicas Estadual e Municipal de ensino e alunos matriculados entre o 5º ano do ensino fundamental e o 3º ano do ensino médio.

Resultados positivos – De acordo com o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, a mobilização visa incentivar a participação da comunidade estudantil.

“No ano passado, na Olimpíada Brasileira de Matemática, nossos estudantes garantiram resultados muito positivos, conquistando, inclusive, 4 medalhas de ouro. Com a Olimpíada de Língua Portuguesa, esperamos alcançar resultados tão positivos quanto esse. A nossa meta é que a adesão das nossas escolas à competição seja completa”, destacou o secretário de Educação, Rossieli Silva.

Competição – A Olimpíada de Língua Portuguesa está organizada em quatro categorias, nas quais os estudantes inscritos deverão discorrer, na forma de texto, sobre o tema proposto. Cada categoria corresponde a um gênero literário específico.

Para os alunos matriculados no 5º e 6º ano do ensino fundamental o tema deverá ser trabalhado como “poema”. Para alunos do 7º e 8º ano, em “memórias literárias”. Os do 9º ano do ensino fundamental e do 1º ano do ensino médio desenvolverão o tema por meio de “crônica”. Já os do 2º e do 3º ano do ensino médio em “artigo de opinião”.

Segundo a representante da Coordenação Técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e do programa de Língua Portuguesa, Denise Teixeira, a participação nas olimpíadas traz muitas possibilidades tanto para estudantes quanto para professores.

“O objetivo do tema proposto na Olimpíada de Língua Portuguesa, é que professores e alunos reflitam sobre o local em que vivem. A olimpíada é mais do que um concurso de textos. Ela é um projeto de formação de educadores, que pretende capacitá-los para aprimorar o ensino na leitura e da escrita no Brasil. Para os estudantes, a competição é bastante vantajosa, uma vez que eles podem exercitar a sua capacidade de ler e escrever, agregando muito conhecimentos para toda a sua jornada acadêmica”, informou Denise Teixeira.

Close